Agrupamento tem 235 alunos a frequentar Mandarim que representam 15% do número total de alunos

O Embaixador da China em Portugal, Cai Run, visitou no dia 11 de setembro a escola sede do Agrupamento de Escolas Oliveira Júnior depois de ter visitado a Câmara Municipal de S. João da Madeira.

A escola Oliveira Júnior “valoriza muito as línguas e a diversidade cultural neste mundo cada vez mais global”, disse Mário Coelho, diretor do agrupamento, durante o encontro com Cai Run.

O ensino do Mandarim é “muito importante” para este agrupamento de escolas, constatou Mário Coelho, passando do argumento a factos com a apresentação do número de alunos que frequenta esta disciplina.

O Agrupamento de Escolas Oliveira Júnior tem 235 alunos, do 3.º ano 11.º ano de escolaridade, a frequentar Mandarim que representam 15% do número total de alunos deste agrupamento. Os 235 alunos estão distribuídos da seguinte forma:  66 alunos no 3.º ano, 78 no 4.º ano, 28 no 5.º ano, 18 no 6.º ano, 19 no 8.º ano, 28 no 10.º ano e oito alunos no 11.º ano.

Os alunos mais pequenos aderem com “maior facilidade” ao ensino do Mandarim, mas à medida que o ensino da língua fica mais complexo vão “desistindo”, revelou Mário Coelho.

Ainda assim o agrupamento tem 36 alunos, 28 do 10.º e 8 do 11.º ano, que foram “persistentes” e continuaram com a aprendizagem de Mandarim, adiantou o diretor, assegurando que enquanto tiver o apoio do Instituto Confúcio e alunos interessados nesta língua continuará com esta oferta na Oliveira Júnior.

O embaixador Cai Run agradeceu a apresentação dos dados do ensino de Mandarim neste agrupamento por parte do diretor e demonstrou ser “uma grande honra, prazer e gosto” de ter realizado a visita acompanhado do presidente da câmara, Jorge Sequeira, e de Irene Guimarães, vereadora da Educação, estando estes acompanhados de Paula Gaio, vereadora da Ação Social, e de outros colaboradores camarários.

Logo a seguir, Mário Coelho aproveitou para destacar a “boa ligação” entre todas as escolas sanjoanenses e a câmara municipal, descrevendo este como “um bom envolvimento com que ganhamos todos”.

A Oliveira Júnior “ganha muito” com o ensino do Mandarim, em particular, bem como a relação entre Portugal e a China, em geral, assumiu Cai Run.

Melhor aluno de Mandarim poderá estudar gratuitamente na China

O embaixador deixou votos de sucesso ao ensino do Mandarim na Oliveira Júnior, estando disponível para qualquer tipo de apoio que seja necessário para a sua continuação. Uma prova de que existe interesse em continuar a fomentar esta que é considerada a “melhor fase da história” entre os dois países, salientou Cai Run, apresentando o ensino do Mandarim como um dos melhores exemplos desta relação bilateral (ver caixa).

Para melhorar ainda mais esta relação, o embaixador anunciou o lançamento de uma iniciativa que consiste em dar a oportunidade ao melhor aluno de Mandarim da Oliveira Júnior, cuja seleção fica ao critério da direção do agrupamento, de estudar Mandarim e não só na China com todas as despesas pagas.

Como a iniciativa está no “início começamos apenas com uma caga, mas podemos aumentar as vagas no futuro”, esclareceu o embaixador Cai Run.

A Mário Coelho apenas restou agradecer a “possibilidade” a aceitar este “bom desafio” colocado ao “seu” Agrupamento de Escolas Oliveira Júnior.

A visita terminou com uma troca de lembranças seguida de uma visita às instalações da escola

Sabia que…

Mais de 30 Universidades Chinesas ensinam Português

Alunos portugueses já aumentaram de 200 para 1.000

Atualmente 5.000 portugueses estão a aprender Mandarim

Portugal tem 4 Institutos Confúcio

Embaixada da China pensa em estabelecer mais Institutos Confúcio

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui