AD Sanjoanense, 4 – CD Póvoa, 4

Jogo no Pavilhão da AD Sanjoanense.

Árbitros: Paulo Almeida (AP Aveiro) e Júlio Teixeira (AP Minho).

AD Sanjoanense: Tiago Rodrigues, Tiago Almeida, Pedro Cerqueira, Afonso Santos, José Almeida.

Suplentes: Marco Lopes, Alex Mount, João Cruz, Pedro Rego, Alexandre Barreira.

Treinador: Miguel Resende.

CD Póvoa: Aarón Candanedo, Vítor Oliveira, Rúben Frangueiro, Cristiano Frangueiro, Tiago Rocha.

Suplentes: Daniel Pontes, Rui Brito, João Fernando, Henrique Campos, Joaquim Dias.

Treinador: Rodrigo Sousa.

Ao intervalo: 3-1.

Ação disciplinar Cartão azul para Pedro Cerqueira (24’).

Marcha do marcador: 1-0 por Pedro Cerqueira (3’), 2-0 por Alex Mount (14’), 3-0 por Alex Mount (17’), 3-1 por Henrique Campos (22’). 3-2 por Henrique Campos (27’), 3-3 por Vítor Oliveira (43’), 3-4 por Cristiano Frangueiro (45’), 4-4 por José Almeida (47’).

Depois do empate “forçado” alcançado em Valença, com o árbitro a anular um golo à Sanjoanense nos últimos segundos da partida, os alvinegros procuravam regressar às vitórias em casa na receção ao Póvoa.

E os homens de Miguel Resende até entraram bem no jogo e procuraram, desde logo, assumir o comando do encontro. Afonso Santos foi o primeiro a ameaçar, mas foi Pedro Cerqueira, aos três minutos de jogo, que deu início à marcha do marcador, vantagem que o mesmo poderia ter ampliado instantes depois através de grande penalidade.

O jogo pertencia aos alvinegros e foi Alex Mount, pouco depois de ter entrado, que dilatou o marcador quando aos 14 minutos, num remate à meia volta surpreende o guardião visitante. Mas o inglês não se deu por satisfeito e três minutos volvidos, responde da melhor forma a um passe de Tiago Almeida desviando a bola para o interior da baliza.

Com a partida a aproximar-se do intervalo o Póvoa conseguiu reagir e se Rúben Frangueiro ameaçou, Henrique Campos concretizou, reduzindo a vantagem a seis minutos do descanso.

Na segunda parte o jogo inverteu-se e se a Sanjoanense parecia mais preocupada em segurar a vantagem os visitantes agarraram o jogo e tomaram conta da partida e logo aos dois minutos, com a equipa a jogar em power play, fizeram estragos com Henrique Campos a bisar e a aproximar o Póvoa no marcador.

Os últimos 10 minutos acabariam por ser os mais intensos. Vítor Oliveira restabelecia a igualdade e dois minutos depois Cristiano Frangueiro consumava a reviravolta.

Em desvantagem, depois de ter estado a vencer por 3-0, a Sanjoanense reagiu e tomou conta do jogo, acabando por chegar ao empate, a três minutos do fim, por intermédio de José Almeida e já depois de Pedro Cerqueira ter falhado mais uma grande penalidade.

Com este resultado a Sanjoanense caiu para a nona posição. No próximo sábado os alvinegros deslocam-se ao recinto da Juventude Pacense.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui