2018 foi “o melhor ano de sempre” do Turismo Industrial

0
45
DR

Circuitos temáticos pelas fábricas, museus e outras instituições ligadas à indústria sanjoanense registaram cerca de 28.500 visitantes

O “êxito” deste programa municipal, que no dia 23 deste mês completa sete anos, foi trazido a público por Jorge Sequeira na primeira reunião de câmara de 2019. Segundo o autarca, 2018 foi “um ano francamente positivo”, chegando mesmo a ser “o melhor ano de sempre” do Turismo Industrial de S. João da Madeira.

As fábricas, museus e outras instituições inseridas nos Circuitos pelo Património Industrial da cidade receberam 28.436 visitantes ao longo de 2018 (mais cerca de 10% comparativamente a 2017). Já durante os sete anos de Turismo Industrial o número de visitas ultrapassou os 156.500.

 Bancos de… lápis

Para além destes dados, conforme avança a autarquia em nota de imprensa remetida ao labor, uma outra marca fica desde já associada a este aniversário: o lançamento, no final de 2018, de um projeto municipal de produção e instalação, no espaço público, de mobiliário urbano baseado na indústria de S. João da Madeira. O primeiro ícone sanjoanense a “sair” das “fábricas” para as ruas da cidade foi o lápis Viarco, cujas formas e cores serviram de inspiração a bancos de jardim.

Esse surpreendente mobiliário urbano está já presente na zona do Largo do Souto, na Avenida Dr. Renato Araújo, e junto ao edifício da Torre da Oliva, onde funciona o Welcome Center do Turismo Industrial de S. João da Madeira. Entretanto, em breve, novos modelos de “bancos de lápis”- produzidos pelos trabalhadores da câmara municipal – serão instalados noutros pontos da cidade.

 

 Dar a conhecer o mundo das fábricas aos mais novos

Entretanto, na semana do 7.º aniversário do Turismo Industrial, vão ter início as visitas animadas com uma personagem alusiva à indústria que irá contribuir para aproximar, de uma forma descontraída, a realidade das fábricas aos públicos mais jovens, designadamente do pré-escolar e 1.º e 2.º anos do 1.º ciclo do ensino básico, contribuindo para que assimilem melhor os conteúdos pedagógicos através de jogos e um discurso ajustado a essas faixas etárias.

Essa medida insere-se – segundo o comunicado recebido pelo nosso jornal – no novo serviço pedagógico do Turismo Industrial intitulado “Liga-te à Indústria”, que reflete a aposta do Município na educação para a indústria e que constitui mais uma novidade neste programa turístico, que vem reforçando a diversidade da sua oferta e a ligação a diferentes setores de atividade.

 

Indústria e cultura “de mãos dadas”

Essa perspetiva mais abrangente do Turismo industrial esteve já na base da valorização do circuito do ferro, através da inclusão de visitas ao Núcleo de Arte da Oliva (NAO), que funciona nas antigas instalações daquele gigante da indústria do ferro, transformado na multifacetada Oliva Creative Factory (OCF).

Refira-se também que no Welcome Center do Turismo Industrial passaram a ser vendidos bilhetes para os eventos realizados nas salas de espetáculos de S. João da Madeira, nomeadamente aqueles que decorrem na Casa da Criatividade, Paços da Cultura e Sala dos Fornos da OCF.

Recorde-se que o programa de Turismo Industrial proporciona visitas guiadas a várias fábricas dos setores do calçado, chapelaria, colchoaria, produção de etiquetas e fabrico de lápis, assim como ao Museu da Chapelaria, Museu do Calçado, NAO, Academia de Design e Calçado e Centro Tecnológico do Calçado de Portugal.

Mais informações no site http://turismoindustrial.cm-sjm.pt.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui