“A obra devia ter andado mais depressa”, disse o vereador da coligação PSD/CDS-PP Paulo Cavaleiro, referindo-se à requalificação do JI/EB1 de Fundo de Vila. Não obstante ser de opinião que esta empreitada já “podia estar no terreno”, a oposição votou a favor de um pedido de empréstimo até 450 mil euros, por um prazo de 12 anos, ao Banco Santander Totta para financiar este investimento municipal na área da educação.

A instituição bancária em causa, “na sua proposta de crédito com taxa de Euribor a seis meses, é a que melhores condições apresenta face aos parâmetros do convite formalizado pela câmara, apresentando um spread de 0,58%”, esclareceu Jorge Sequeira, depois de informar que foram consultados oito bancos na totalidade. Na ocasião, o líder do Município adiantou ainda que “a intervenção durará perto de um ano”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Loading Facebook Comments ...