São muitos os clubes que ao longo das últimas semanas, com o intuito de manter alguma normalidade numa altura em que o desporto atravessa um momento inédito, resultado do surto de Covid-19, têm procurado formas para que os seus atletas continuem com alguma atividade física regular, ainda que limitada. E num momento em que o isolamento social tem sido de extrema importância para controlar a pandemia, a internet tem assumido um papel bastante importante para o acompanhamento de atletas e para os treinos online. A secção de ginástica da Associação Desportiva Sanjoanense foi uma das que se adaptou às circunstâncias do momento e, tal como muitos clubes, apostou praticamente desde o início no “trabalho à distância” para manter o acompanhamento das ginastas com “treinos e mensagens de vídeo através da internet”. Para Maria João Paixão, apesar do distanciamento, “há todo um trabalho de base que é necessário continuar a fazer” para que, para além da manutenção física, as atletas “se possam distrair, fazendo jus à máxima: Mente sã em corpo são”.

“Para além de manter as miúdas ocupadas, fazendo algum exercício físico, quero que estejam bem interiormente”, sublinha a treinadora e responsável pela secção de ginástica do clube alvinegro, que à distância procura manter as mesmas rotinas que existiam nos treinos presenciais. “Às sextas-feiras faço videochamadas apenas para conversar. É algo que faço muito com elas na minhas aulas normais”, explica Maria João Paixão, que considera que essa parte é tão importante como o treino físico. “Antes de ser uma atleta é um ser humano e para ser minha atleta tem de estar bem não só fisicamente mas também psicologicamente”, frisa a treinadora, que dá apoio, via internet, às cerca de 80 ginastas com idades entre os 6 e os 62 anos, divididas por seis classes diferentes.

Com todas as condicionantes inerentes ao momento que se vive, a componente técnica encontra-se “de certa forma suspensa”, sendo que “a prioridade passa pela manutenção física”. “Por exemplo, para manter alguma parte técnica estou a utilizar um aperfeiçoamento do trabalho para não perderem na totalidade as qualidades físicas e o que já sabiam fazer. Tudo o resto é, essencialmente, focado para o bem estar das atletas. Não podemos descurar a parte psicológica, porque depois isso vai afetar a pate física”, explica Maria João Paixão, revelando que enquanto os exercícios e aquecimento são preparados “pelas atletas mais velhas para a explicação de movimentos”, a treinadora utiliza a voz para “conseguir delas o que for preciso”. “Para as atletas mais avançadas tenho feito desafios, escolhendo sequências de coreógrafos importantes e lançado pequenos vídeos para tentarem replicar. Depois mandam-me o feedback com o que conseguiram realizar”, conta Maria João Paixão, sublinhando que a ginástica da Sanjoanense tem por base o acróstico da ADS: Atitude, Disciplina e Superação.

Com a atividade desportiva em suspenso e o futuro incerto, o sarau anual da secção também acabou cancelado, bem como todas as exibições nacionais que estavam agendadas até setembro.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...