O 5º aniversário do Museu do Calçado foi comemorado no dia 4 de novembro com visitas temáticas ao passado e ao presente.

Por passado entendamos uma apresentação das obras dos oito artistas e designers que por lá passaram desde a sua abertura. Pelo presente a mais recente exposição “O ato de caminhar” de Marloes ten Bhömer que pode ser visitada até 1 de maio de 2022.

Os primeiros visitantes em dia de aniversário, duas turmas de formandos são-tomenses do Centro de Formação Profissional da Indústria do Calçado, ficaram ainda a conhecer os espaços permanentes do museu que contam a história e as histórias de toda uma indústria com raízes em S. João da Madeira, em Portugal e em todo o mundo.

Em cinco anos mais de 45.166 pessoas já visitaram o Museu do Calçado, deu a conhecer a vereadora Irene Guimarães, classificando este como “um número muito significativo, que nos enche de orgulho e que queremos aumentar”. Aos visitantes, “queremos que se apropriem do espaço, o que representa e levem convosco um bocado” deste museu que “preserva memórias de uma cultura enraizada em S. João da Madeira que se prende com o calçado”, demonstrou Irene Guimarães.

Naquele “dia muito importante”, Joana Galhano, diretora dos museus do Calçado e da Chapelaria, não escondeu a emoção e, por isso, “do fundo do coração agradecemos a disponibilidade e a vontade de aprender e crescer connosco”. “Todos vocês representam a geração do futuro do calçado e quem sabe artistas de calçado”, constatou a diretora dos museus, realçando ainda no seu discurso que a relação de aprendizagem é mútua entre os museus e cada visitante. “O Museu do Calçado cresce com todos os seus visitantes”, concluiu Joana Galhano.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...