ADRAV regressou com direito a vitórias

Liga Fundação Inatel - Grupo A

0
105

ADRAV, 3 – Travanca, 0

ADRAV: Zé Grande, Xavier, Beto, Miguel (Vítor, 78’), Rúben, Márcio (Joca, 75’), Pi, (David, 70’) Abel, Rogérinho (Filipe, 5’), Marcelo Sales, Bruno Pombas (João Costa, 60’).

Suplentes: Tiago Tavares, Rúben Fernandes.

Treinador: Carlitos.

Após uma paragem forçada, a ADRAV chegou a este encontro motivada pelo triunfo no passado dia 8, frente ao Pessegueiro, e focada em alcançar mais uma vitória. Mas Carlitos começou cedo a deparar-se com dificuldades quando aos cinco minutos viu-se obrigado a alterar a equipa após a lesão de Rogerinho.

A contrariedade não trouxe mudanças visíveis. Os locais mantiveram-se confortáveis no jogo e foram-se aproximando da baliza contrária, inaugurando o marcador aos 13 minutos, com Beto a aproveitar uma defesa incompleta para colocar a ADRAV em vantagem.

Apesar de alguma falta de definição na finalização, contribuindo para que o marcador não sofresse mais alterações até ao intervalo, era notório o domínio dos homens de Carlitos, perante um Travanca que poucas vezes importunou Zé Grande.

No regresso dos balneários esperava-se uma boa reação por parte dos forasteiros, mas sem deslumbrar a ADRAV foi mantendo o controlo da partida e o segundo golo acabou por confirmar a melhor prestação dos locais. Aos 50 minutos de jogo Marcelo Sales arrancou em velocidade pela ala esquerda, entrou na área e com um remate rasteiro ampliou a vantagem.

A vencer por duas bolas a ADRAV mostrou mais tranquilidade face à tentativa de reação dos forasteiros, que mostravam dificuldades em chegar com perigo à baliza de Zé Grande.

Com o aproximar do final do encontro surgiram as melhores oportunidades e Marcelo Sales e João Costa desperdiçaram algumas ocasiões para marcar. Já Filipe esteve melhor que os colegas de equipa quando aos 75 minutos apontou o terceiro golo do encontro com um forte remate de fora da área.

Com estas duas vitórias a ADRAV subiu na tabela classificativa, mas continua a ter de vencer para alcançar os lugares de apuramento.

No próximo sábado a ADRAV desloca-se a Aveiro para defrontar a equipa de Carqueijo.

Abel foi o homem do jogo

Abel foi, sem dúvida, o motor da ADRAV durante os 80 minutos.

Fruto de uma boa e eficaz leitura de jogo, Abel anulou grande parte das jogadas da equipa adversária. Para além disso, fruto dessas recuperações de bola, teve sempre uma boa definição de jogo, proporcionando aos homens da frente bons lances para finalizar.

Abel apresentou em campo a verdadeira mística que tem caracterizado a ADRAV ao longo dos anos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...