AD Sanjoanense 26 AM Madeira Andebol SAD 25

Pavilhão Municipal das Travessas

Árbitros: Alberto Alves e César Carvalho

AD Sanjoanense: Lucas Santana, Jackson Souza (1), Francisco Silva (4), Leonardo Abrahão (3), Nuno Queirós (3), Gonçalo Fernandes, Guilherme Novo (1), Francisco Fontes, Bruno Saurin (2), Matheus Pereira (1), Guilherme Silva, João Mesquita, João Lima, Ricardo Pinho (4), Cleryston Novais (4) e Nilton Melo (3).

Treinador: João Varejão.

AM Madeira Andebol SAD: Hugo Freitas, João Macedo, Tomás Abreu (4), Tiago Costa (2), Daniel Santos (1), Radule Radulovic, Elias António (3), Nuno Reis (5), Tiago Martins, João Miranda, Pedro Peneda (2), João Gomes (1), Eldin Vrazalica (7) e João Fernandes.

Treinador: Paulo Fidalgo

Intervalo: 12-10

A equipa masculina da Associação Desportiva Sanjoanense venceu esta quarta-feira, 15 de dezembro, a sua congénere do Madeira Andebol SAD (26-25), num jogo emotivo e bastante disputado no Pavilhão das Travessas. Depois de um ciclo difícil de quatro jogos com os quatro primeiros classificados, os alvinegros regressaram às vitórias na receção aos madeirenses, ultrapassando o adversário na classificação.

Partida bastante equilibrada e com alternância no marcador. Destaque para a agressividade defensiva dos visitantes, que optaram por uma defesa bastante subida e individual, com o intuito de impedir os alvinegros de chegarem aos seis metros. No entanto, a equipa da casa lutou com todas as armas que tinha, e já “reforçada” com o regressado Cleryston Novais, depois de uma longa paragem por lesão, soube resolver as situações mais difíceis nos momentos chave do jogo.

Ao intervalo o resultado era favorável à Sanjoanense (12-10), mas foram os madeirenses a entrar melhor no segundo tempo, conseguindo a cambalhota no marcador. Mas Lucas Santana foi peça fundamental e ajudou a catapultar a equipa até à vitória, que foi sempre dificultada por

uma equipa que arriscou tudo, inclusivé a retirada do guarda-redes para jogarem em superioridade ofensiva.

No final a vitória acabou por sorrir aos alvinegros (26-25), um resultado que se ajusta e premeia a atitude dos homens da casa.

A Sanjoanense é agora 11º classificado com 23 pontos, mas menos um jogo que os insulares, ultrapassando assim um adversário direto na luta pela manutenção. Até ao final do ano, e antes da interrupção do campeonato, os alvinegros ainda vão defrontar o SC Horta, nos Açores, em mais uma importante partida para as aspirações dos homens de João Varejão.

João Varejão – Treinador ADS

“Nós sabiamos que tinhamos de sofrer, até porque o Madeira SAD tem uma boa equipa. Conseguimos estar alguns momentos por cima no jogo, mas o nosso adversário também o conseguiu. Felizmente conseguimos manter a calma, e depois de quatro derrotas com os quatro primeiros classificados sabe bem voltar a vencer, nesta que é a nossa quinta vitória”. O técnico diz estar orgulhoso na equipa e feliz por ter subido na tabela classificativa, principalmente por ter consciência “daquilo que temos trabalhado. Esta vitória vem dar significado àquilo que temos feito, mas lembro que faltam ainda muitas jornadas, e respeitamos todos os adversários, porque o equilíbrio tem sido nota dominante neste campeonato. Cada jogo é uma final”.

Entretanto, este fim de semana, deslocação a Leiria para defrontar o Juve Lis, em jogo da Taça de Portugal, no sábado, 18 de dezembro, pelas 19h00.”Um jogo que não será fácil, mas vamos entrar em campo para passar a eliminatória”, refere João Varejão, que diz que seria “extraordinário”, se o ano terminasse com a equipa a vencer.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...