Eugénio Silva, Filipe Carneiro, Guilherme Figueiredo, Guilhermina Reis, João Mota, Luís Campos, Luís Miguel Veloso, Manuela Casal, Manuel Valente Alves, Maurício Soares, Nelson Marmelo, Nuno Félix da Costa e Teresa Cabral são os 13 “médicos fotógrafos” responsáveis pela exposição fotográfica, comissariada por Maria do Carmo Serén, que pode ser visitada até ao fim do mês na Torre da Oliva, onde estiveram reunidos no passado sábado à tarde num encontro promovido pelo Centro de Arte, em parceria com a Câmara Municipal de S. João da Madeira, numa altura em que as restrições impostas pela pandemia são cada vez menores.

E foi precisamente por causa da pandemia que mudaram o nome da exposição que começou por ser “Fotografias em Novembro – Médicos Fotógrafos”, mas acabou por ficar apenas “Médicos Fotógrafos”, tal como explicou Aníbal Lemos, diretor do Centro de Arte durante o encontro. Sendo ele também fotógrafo, entende, melhor do que ninguém, que no ato de fotografar “cada um vê de facto de maneira diferente”. A prova de tal está em cada uma das fotografias espalhadas pela torre da antiga metalúrgica.

Ainda que tenha sido criada sem essa intenção, “esta exposição acaba por ser uma homenagem à classe médica que surgiu num momento especialmente relevante e oportuno”, considerou o presidente da câmara, Jorge Sequeira, realçando que “estamos num momento da vida do nosso país em que percebemos a importância da função e profissão médica e dos profissionais de saúde”. Por isso, “a ideia de juntar esta homenagem com a arte é profundamente feliz”, concluiu o autarca.

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o labor aqui.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...