“S. João da Madeira é um dos exemplos mais interessantes no domínio da Arqueologia Industrial”. Quem o diz é o Turismo do Porto e Norte, no seu site, onde destaca a vasta existência de fábricas e chaminés que demonstram o porquê desta cidade ser considerada um centro industrial. E foi precisamente por ter conquistado o estatuto de vila mais industrializada do distrito de Aveiro que S. João da Madeira conquistou a sua independência administrativa e territorial em 1926.

O estado de muitas das chaminés industriais espalhadas pela cidade foi uma das preocupações levadas por Tiago Correia, vereador da coligação PSD/CDS-PP/IL, à reunião de câmara realizada na passada segunda-feira. Se, por um lado, há uma chaminé industrial que “a câmara, e muito bem, conservou quando se fez a Oliva Creative Factory”, por outro, existem chaminés cujo estado causa preocupação, disse Tiago Raul, dando alguns exemplos.

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa ou no formato digital. Assine o  trabalho aqui.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...