Documentos foram encontrados no antigo armazém de João da Silva Correia

 

“É uma doação de grande alcance histórico para a cidade” aquela que a câmara aprovou por unanimidade no passado dia 22 de maio e que, segundo Jorge Sequeira, “vai permitir comparar o manuscrito com a primeira versão impressa, verificar se houve ou não alterações, qual foi o percurso de vida da própria obra literária e fazer muitos estudos”.

 

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa de 25 de maio ou no formato digital. Assine o labor aqui.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...