Ginástica e Maria João Paixão confundem-se como sendo um só. Há 46 anos ligada à modalidade, esta sanjoanense de adoção, e moçambicana de nascença, tem uma história de vida dedicada à ginástica que começou aos quatro anos, ainda na sua terra natal. Com a sua vinda para Portugal, esta paixão foi crescendo, muito pela influência de Sesinando Pereira, o seu primeiro treinador, que conheceu no Montijo, e pelo qual ainda nutre uma amizade profunda. Praticamente cinco décadas depois, esta sua paixão e dedicação pela modalidade foram reconhecidas pela Federação de Ginástica de Portugal, muito por “culpa” do labor e da rúbrica Ó Gente da Minha Terra, onde foi dada a conhecer a história da sua vida e o trabalho desenvolvido, e que chegou ao conhecimento de Luís Arrais, presidente da instituição.

Em jeito de prenda de Natal, Maria João Paixão recebeu das mãos do presidente da Federação de Ginástica de Portugal a medalha de Bons Serviços, no passado dia 17 de dezembro, em Santarém, na Gala anual da modalidade. O nosso semanário esteve à conversa com a treinadora que nos revelou que Luís Arrais terá ficado fascinado com a sua história, e como ele tinha um amigo em Fiães, que terá servido de elo de ligação, chegou à fala consigo e de repente aquilo que poderia ser uma história de dedicação à modalidade passou a ser um motivo de homenagem pelos bons serviços prestados à ginástica.

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa de 28 de dezembro ou no formato digital. Assine o labor aqui.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...