“Neste momento, decorre uma avaliação do património arbóreo na cidade feita por uma empresa especializada contratada para o efeito que está no terreno há bastante tempo. Foi feita uma nova avaliação nas escolas, consideradas equipamentos prioritários, e está a ser feita uma avaliação em vários pontos do território”, disse Jorge Sequeira, acrescentando que “foi já essa avaliação que determinou o [recente] abate de 23 árvores na zona do Parque do Rio Ul e na zona próxima da rotunda do hotel”.

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa de 13 de junho ou no formato digital. Assine o labor aqui.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...