O catálogo da exposição “A Revolução na Noite” foi apresentado no Centro de Arte Oliva (CAO), onde esteve patente ao público entre 21 de outubro de 2023 e o início deste mês.  A exposição foi concebida a partir de uma seleção de obras pertencentes às coleções de Arte Contemporânea Norlinda e José Lima e de Arte Bruta e Outsider Treger Saint Silvestre, ambas sediadas no CAO, e à Coleção Millennium BCP, no quadro do apoio mecenático da Fundação Millennium BCP.
Com os colecionadores José Lima, António Saint Silvestre e Richard Treger na “plateia”, a apresentação do catálogo de “A Revolução da Noite” incluiu uma conversa com a curadora Ana Anacleto, Joana Machado, designer da exposição e do catálogo, e Andreia Magalhães, diretora do CAO.
De acordo com comunicado enviado pela câmara ao labor, o presidente Jorge Sequeira “agradeceu à Fundação Millennium BCP por ter tornado possível a concretização de ´A Revolução na Noite´, considerando muito importante o apoio mecenático dessa entidade ao CAO”. Além disso, descreveu o catálogo como “uma obra de arte”, que “permite registar, para memória futura, qual foi a narrativa da exposição”. Jorge Sequeira destacou ainda o trabalho da curadora, que “conseguiu conjugar múltiplas linguagens de forma tão poderosa e tão original”.
Igualmente presente na sessão, António Monteiro, presidente da Fundação Millennium BCP, realçou “a relação de confiança mantida com o Município – traduzida no acordo de mecenato estabelecido entre as duas entidades para apoio à atividade CAO -, tendo elogiado a qualidade das coleções Norlinda e José Lima e Treger Saint Silvestre”. Segundo informação do CAO, “A Revolução na Noite” desafiou os visitantes a “explorarem a influência dos sonhos, o papel do mundo onírico, a mitologia, a cultura popular, a psicanálise, a poesia e outros elementos na criação artística e na visão do mundo”.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...