Como andará o nosso mundo, sem forças para girar!
Umas vezes às escuras, sem lua, estrelas ou céus,
Outras no clarão dos raios, nuvens negras a pairar,
E nós sempre expectantes invocando Demo e Deus

 

Flores Santos Leite

Obrigado pelo seu interesse no trabalho dos nossos profissionais. Poderá ter acesso à versão integral deste artigo na edição impressa de 13 de junho ou no formato digital. Assine o labor aqui.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...