Filipe Gonçalves, de 39 anos, é o nome escolhido pala liderar o projeto de futebol sénior da Associação Desportiva Sanjoanense na próxima época. O novo técnico, natural de Espinho, traz consigo uma bagagem de quase duas décadas como jogador e quatro anos como treinador, onde já conta com um título nacional de sub-19, conquistado ao serviço do Lusitânia de Lourosa na época 2022/2023.

Vindo do Valadares Gaia, que na última época competiu no Campeonato de Portugal, o técnico prepara agora a estreia na Liga 3 e não esconde a satisfação por poder fazê-lo ao leme da AD Sanjoanense, um clube que define como “histórico, com 100 anos” e que ao longo dos últimos anos “tem lançado muitos jogadores e treinadores”. É um clube com adeptos fervorosos e encaramos esta oportunidade com um orgulho muito grande, sabendo também que é um grande desafio”, sublinhou o treinador, que confessou-se motivado por “um projeto muito ambicioso”.

Deixando a garantia que a sua equipa técnica fara tudo para “poder corresponder”, Filipe Gonçalves reconheceu, no entanto, “que não será fácil”, mas frisou que tudo fará para cumprir o objetivo assumido, que passa por “transmitir uma boa imagem e, acima de tudo, dignificar o símbolo da AD Sanjoanense, tentando fazer o melhor trabalho possível”.

Ciente de que liderará um plantel “jovem, mas ambicioso”, o treinador não abdica, no entanto, da sua ideia de jogo e frisou que a equipa “vai querer jogar muito bom futebol e trazer os adeptos ao estádio”. Vamos ser muito mais fortes se estivermos todos juntos e o que vamos tentar sempre é jogar um bom futebol, positivo e que apaixone as pessoas, que as faça ir ao estádio. Queremos que os adeptos estejam com a equipa, com o clube, e esse será sempre um dos nossos objetivos”, explicou o técnico, que durante todo este processo pretende também “valorizar os jogadores e o jogo, sempre com o intuito de ganhar”.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...