O Dia Metropolitano dos Avós vai ser comemorado por 6.500 avós durante o dia de hoje, 26 de julho, das 13h00 às 17h00, no Europarque.

Nesta iniciativa organizada pela Área Metropolitana do Porto vão estar 222 avós sanjoanenses.

O apresentador é Ricardo Couto e a animação estará a cargo dos Grupos Elemento C do CIRAC de Paços de Brandão, Rufus e Circus da Cooperativa Casa dos Choupos e Grupo de Danças Medievais MD5; Masterclass – Programa Movimento e Bem-Estar do Município de Santa Maria da Feira; Trocopasso – Grupo musical e Blue & White – Strings Duet.

Após as intervenções de Emídio Sousa, presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, e Eduardo Vítor Rodrigues, presidente do Conselho Metropolitano do Porto, está marcado o concerto de Herman José.

O Dia Metropolitano dos Avós tem o objetivo de “valorizar o papel dos avós enquanto cidadãos ativos e privilegiados na transmissão de valores sociais e culturais na sociedade, promover a interculturalidade e a intermunicipalidade, e valorizar o trabalho desenvolvido com a comunidade sénior, pelos diversos grupos e associações de voluntariado local”, segundo o comunicado enviado pela Área Metropolitana do Porto ao labor.

E melhor do que dar apenas a conhecer o programa e o objetivo é mesmo conversar com uma pessoa que imagine já vai ao Dia Metropolitano dos Avós há 20 anos. Pois bem essa pessoa é Arminda Correia, 63 anos, aposentada depois de ter trabalhado muitos anos como auxiliar nas escolas sanjoanenses e na CERCI.

Esta avó com espírito jovem é natural de Viana do Castelo e mora há 30 anos em S. João da Madeira, para onde veio por motivos profissionais. É mãe de um filho e avó de dois netos, de 18 e 20 anos, e sempre esteve presente no Dia Metropolitano dos Avós.

Uma iniciativa que permite a milhares de avós que esqueçam, ainda que por momentos, os seus problemas.

Mais do que o programa, o que interessa é “a convivência e as amizades” construídas neste Dia dos Avós, destacou Arminda Correia ao labor.

“Não sou adepta do Herman José, mas respeito porque não gostamos todos da mesma coisa”, disse esta avó relativamente à programação deste ano.

O Dia Metropolitano dos Avós mais marcante para Arminda Correia foi precisamente os dois anteriores com os artistas Roberto Leal e Maria Lisboa. “Eles marcaram pelas suas canções e músicas. Eles têm sentimento”, explicou a avó ao labor.

A família de Arminda Correia incentiva-a a ir a todas as iniciativas a que tem gosto em ir, tal como esta, e aos passeios para os seniores organizados pelo Município. “Ser avó é ser mãe duas vezes”, respondeu automaticamente Arminda Correia, terminando com um “Adoro o Dia dos Avós”.

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui