A 9.ª edição das Jornadas da Educação teve durante os dois dias, 5 e 6 de setembro, o auditório praticamente cheio dos Paços da Cultura.

A sessão de encerramento contou com a intervenção de Irene Guimarães, vereadora da Educação, que assistiu no papel de professora e de diretora a todas as jornadas até então. “Sem desprimor por todas essas outras experiências”, esta é a nona edição, “queremos mais” e “temos de perceber que querem mais”, afirmou agora no cargo de vereadora da Educação.

As Jornadas da Educação são organizadas pela Câmara Municipal de S. João da Madeira, contaram com a colaboração dos diretores dos três Agrupamentos de Escolas Dr. Serafim leite, João da Silva Correia e Oliveira Júnior e do Centro de Educação Integral e com oradores de “uma qualidade muito grande”, destacou Irene Guimarães.

Numa retrospetiva pelos dois dias deste encontro que reuniu cerca de 220 profissionais da educação de S. João da Madeira e de outros municípios, o ponto de partida foi o tema “Pensar o Futuro, Educar Hoje” complementado pelos painéis temáticos.

A começar por “A mágica descoberta das competências socio emocionais”, “Comunicação: quando o corpo é o espelho das emoções”, “As chaves para educar com inteligência emocional”, “(Com)Viver na diversidade”, “Promoção da igualdade de género em contexto escolar” e “Identidade de género: quando o espelho mente”. E a terminar com “Ler, interpretando e recriando a história do aluno”, “Perfil do aluno para o século XXI”, “Educação inclusiva: novas orientações”, “Construção de vínculos na sala de aula”, “Detetive emocional: identificar as necessidades emocionais” e “Benefícios da terapia de sons para crianças”.

O discurso de Irene Guimarães mencionou cada um destes temas essenciais para “Pensar o Futuro, Educar Hoje” com destaque para as “competências socio emocionais” pelo facto de sermos “seres únicos e especiais”. A “igualdade”, a “necessidade absoluta de ouvir e aceitar a diferença”, a “história de cada aluno”, a “recriação do mundo que tem de mudar” e “os novos paradigmas que levam à inclusão” foram outros aspetos a ter em conta na comunidade educativa, indicou a vereadora da Educação.

As Jornadas da Educação terminaram com um agradecimento a todos os presentes e à equipa do departamento de Educação da Câmara Municipal de S. João da Madeira por parte de Irene Guimarães, desejando a todos um bom início de ano letivo 2018/2019.

Homenagem a Dilma Nantes

GN

A abertura das Jornadas da Educação ficou marcada pela homenagem a Dilma Nantes, ex-vereadora da Educação e responsável pela criação deste evento há nove anos, por parte de Jorge Sequeira, presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira, tal como noticiamos na edição anterior.

Recordamos que este gesto já tinha sido adotado pelo seu antecessor Ricardo Figueiredo, no ano passado, mas mesmo assim Jorge Sequeira quis repetir, porque “o que foi feito de bom no passado é para continuar a fazer, é para elogiar”.

Se as Jornadas de Educação tivessem um nome seria “Jornadas da Educação Dilma Nantes” pelo facto de ter sido quem teve esta “ideia maravilhosa” que é realizada há nove anos, afirmou o presidente da câmara.

Jorge Sequeira aproveitou o momento para dar a conhecer as medidas na área da Educação que vão ser levadas a cabo pela Câmara Municipal de S. João da Madeira. A saber a continuidade da Assembleia Municipal Jovem; “estreia” do Programa F.O.R.A, Erasmus Municipal; TUS gratuito para todos os alunos; uma hora semanal de atividade física inserida no currículo (Expressão Física Motora); redução do amianto nas escolas; investimento na capacitação informática das escolas; contratação de uma empresa especializada para “fazer pequenas reparações no edificado” escolar, etc..

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui