Pelo terceiro ano consecutivo, a Associação Desportiva Sanjoanense juntou atletas, dirigentes e familiares em mais um Dia da ADS, iniciativa realizada no passado dia 16 de setembro e que, à semelhança das edições anteriores, voltou a ter como palco as piscinas exteriores do Complexo Desportivo Paulo Pinto.

Com o objetivo de apresentar os vários escalões das diversas modalidades do clube (futebol, basquetebol, andebol, hóquei em patins, patinagem artística, biodanza, ginástica, natação e bilhar), ao mesmo tempo que visa promover o convívio entre todos os elementos da Sanjoanense, o evento juntou ao longo do dia perto de 1150 atletas provenientes das cerca de 60 equipas e classes de ginástica e patinagem artística da coletividade alvinegra.

Com um dia de sol e calor, o tempo acabou por contribuir para o sucesso de uma iniciativa que Luís Vargas, presidente da Associação Desportiva Sanjoanense, considera já ser “um marco na vida do clube, dos sanjoanenses e da cidade de S. João da Madeira”. “Conseguimos, pela terceira vez, levar a cabo um evento que assinala o início da temporada para todas as modalidades e atletas. É uma iniciativa que permite momentos de confraternização entre todos os elementos do clube que ao longo do ano estão dispersos por vários pavilhões e campos da cidade. É uma forma de se juntarem todos e fazerem deste evento uma festa de início de atividade”, explica o dirigente.

Ainda que o balanço seja positivo, Luís Vargas confessa que “esperava um pouco mais de assistência”, em particular durante a parte da manhã do evento, mas o responsável reconhece que a “reformulação de horários para a apresentação das equipas, relativamente aos anos anteriores”, poderá ter contribuído para um início menos concorrido. “Nesta edição a maioria das equipas foram apresentadas na parte da tarde”, explica o dirigente. A exceção foi mesmo uma aula de biodanza e a apresentação das várias classes de ginástica, bem como da equipa sénior de futebol, que por motivos de organização bem como pelo facto de ter um jogo agendado para a parte da tarde foi o primeiro conjunto a ser apresentado. Uma situação que já se tinha verificada na edição anterior e que Luís Vargas garante ser difícil de ultrapassar, devido à calendarização das várias modalidades. “É difícil arranjar outra data. Enquanto praticamente todas as outras modalidades e escalões iniciam a atividade em setembro, o futebol sénior arranca mais cedo. A partir deste mês o tempo torna-se mais instável e as equipas começam a entrar em competição, fazendo com que seja mais difícil juntar tudo”, explica o dirigente, que não coloca, no entanto, de parte “outro tipo de iniciativa num espaço fechado”. “Ao longo destes três anos temos aproveitado este espaço porque, desde que esteja bom tempo, é convidativo e apelativo”, refere Luís Vargas, deixando o agradecimento à autarquia de S. João da Madeira pela cedência das piscinas exteriores do Complexo Desportivo Paulo Pinto. “Em final de verão é a maneira mais festiva de finalizar a época balnear”, concluiu.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui