A Sala dos Fornos da Oliva Creative Factory encheu, na noite do passado dia 14 de setembro, para a gala de apresentação das equipas do Dínamo Sanjoanense para a época 2018/2019. Esta, que foi a primeira iniciativa do género da coletividade, serviu também para divulgar os parceiros estratégicos que irão acompanhar o clube nesta nova temporada desportiva.

E foi perante a presença de dezenas de pessoas, entre pais, atletas, dirigentes e convidados, como Jorge Sequeira, presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira, Ilídio Resende, André Sapara e Carlos Miragaia, da Associação de Futebol de Aveiro, entre outros, que os responsáveis garantiram que “o Dínamo Sanjoanense está diferente”. “Este dia será igual a muitos outros que queremos proporcionar a todos no clube. Queremos crescer, fazer coisas diferentes e só com a ajuda dos pais e o exemplo da equipa sénior é que conseguiremos levar o barco a bom porto”, frisou o coordenador técnico, José Mário.

“O Dínamo está diferente na forma de trabalhar, na quantidade de pessoas que temos e ao que damos importância, que é criar melhores condições para tornar o clube mais apetecível”, explica Paulo Moreira, presidente da coletividade, realçando que o evento “é resultado da vontade de todo um conjunto de pessoas” e mais um entre as iniciativas diferentes já realizadas ou previstas. “Neste início de época os escalões de juvenis, juniores e seniores realizaram um estágio juntos”, recorda o presidente do Dínamo, que reconhece que este evento foi também uma forma de “mostrar à cidade o que se pretende fazer, bem como tentar que todos colaborem e se unam em torno do clube”. “Isto é uma instituição sem fins lucrativos. Se não tiver fundos e pessoas para trabalhar, não anda para a frente”, acrescenta dirigente, sublinhando que a prioridade passa por “melhorar dia-a-dia as equipas de formação e de seniores”. “A formação é o mais importante, mas se os seniores estiverem bem os mais jovens vão ambicionar serem os seniores de amanhã”, explica Paulo Moreira.

E com a equipa principal promovida à 2.ª Divisão Nacional, já depois do final da temporada, após a Associação Cultural e Desportiva de Soito (AF Guarda) ter optado por se manter nas provas distritais por motivos financeiros, o objetivo assumido do Dínamo Sanjoanense passa por “não descer de divisão”. “Vamos perceber a realidade do campeonato, sentir como é”, esclarece o dirigente, sublinhando que a competição nacional “é uma novidade para 80 por cento do plantel e da sua estrutura”.

Ainda assim, Paulo Moreira mostra-se confiante e assegura que o Dínamo Sanjoanense “está preparado para a 2.ª Divisão”, e acredita que lutar pela subida ou pela manutenção “é equivalente”. “É evidente que tem outras exigências, mas já nos reforçámos com mais dois jogadores quando soubemos da subida”, revela o presidente, assegurando que, se houver necessidade o clube poderá aumentar ainda mais a qualidade do plantel.

Já no que diz respeito _a formação Paulo Moreira acredita que do escalão de juvenis para cima o objetivo deveria passar por lutar pelos resultados. “Nessas classes já estamos a falar de competição, onde o grau de exigência é maior”, frisa. “Daí para baixo o mais importante é a formação, e se vencerem ainda melhor”, acrescenta. “Esta é a minha opinião, mas não risco praticamente nada”, concluiu.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui