Labor: Como foi a preparação desta nova temporada para o Fundo de Vila?

Fernando Vultos Sequeira: De há três anos para cá que o início de época tem sido muito atribulado devido aos espaços disponibilizados. Nas duas últimas épocas tivemos mesmo de levar uma equipa para o pavilhão de uma escola, porque dos quatro escalões que tínhamos a câmara municipal só nos arranjou espaços de treino, a muito custo e já depois do começo da época, para três. Mas esta temporada tem sido a mais terrível de todas.

Apesar das dificuldades no início da época passada, que balanço faz da mesma?

Em termos desportivos, e dadas as circunstâncias, foi muito bom. A equipa de seniores conseguiu, com todos os problemas com que se deparou, a manutenção na 1.ª Distrital a duas ou três jornadas do fim da temporada. Nos escalões de formação, apesar de não ter sido alcançada nenhuma taça, foi uma época muito positiva. Os juvenis fizeram uma época brilhante. Já os juniores não estiveram tão bem, mas o final acabou por se revelar positivo. Em infantis o início não correu bem, mas a equipa encontrou-se e fez o que era pedido.

Referiu há pouco que a preparação desta época tem sido a mais terrível de todas. Porquê?

Quando em maio comecei a tratar desta época com a divisão do desporto da câmara municipal, para a atribuição dos espaços para treinar, referi sempre que o clube iria ter mais um escalão, que passaríamos de quatro para cinco (seniores, juniores, juvenis, iniciados e infantis). Foi numa altura em que ainda contávamos com os seniores, mas no final da temporada chegámos à conclusão que teríamos de prescindir da equipa por questões financeiras. Já sem os seniores, surgiu o rumor de que, possivelmente, também não iríamos ter a equipa de juvenis e isso preocupou os atletas do escalão. Sem respostas por parte da câmara municipal e com o aproximar do início da época e sem nenhuma solução no que diz respeito aos espaços atribuídos, tive uma conversa com o treinador sobre a situação e isso acabou por chegar aos atletas, que saíram e ficamos sem juvenis. Com o clube reduzido a três escalões também tem sido uma dor de cabeça para arranjar os espaços necessários, que já nos foram atribuídos, mas que não nos servem devido ao horário porque temos miúdos que chegam a casa muito tarde.

Em tantos anos de dedicação ao clube com certeza já teve outras épocas complicadas?

Ao longo dos 25 anos de vida que dediquei ao Fundo de Vila nunca tive um início de época como este em que tudo acontece, inclusive difamações que deixam a direção apreensiva e preocupada. Sempre fomos pessoas sérias que trabalham ao serviço do clube em prol dos outros e isso deixa-nos orgulhosos. Não são os problemas que nos estão a arranjar agora no aspeto desportivo que nos vão fazer mudado de ideias.

Relativamente aos seniores, o clube não estava preparado financeiramente quando, há dois anos, apostou no regresso da equipa?

O regresso da equipa sénior deu-se numa altura em que estávamos a preparar eleições e surgiu um grupo de pessoas interessadas em formar uma direção, que me apresentou um projeto, mas que tinha como contrapartida a minha manutenção no clube. Mas as pessoas começaram a ficar cansadas e praticamente nada do que foi proposto foi concretizado e no final da época todos abandonaram o clube à exceção de uma pessoa, o vice-presidente. Quando nos apercebemos já muitos jogadores estavam noutros clubes e não podemos fazer nada. Tivemos de começar do zero. Chamamos alguns atletas e juntamente com os juniores formamos uma equipa para disputar a principal divisão. Fizemo-lo a muito custo e com encargos financeiros que não estávamos à espera e no final da época tomamos a decisão de acabar com o escalão porque não tínhamos disponibilidade financeira para o manter. Já nos juniores a extinção prende-se, única e exclusivamente, com os atrasos e problemas da divisão de desporto da câmara municipal, que nunca nos deu garantias de que iríamos ter um espaço para treinar.

E agora, com apenas três escalões, têm espaços suficientes?

Temos espaços para os três escalões, mas não são os indicados devido aos horários. Temos, por exemplo, a equipa de iniciados que treina das 20h00 às 21h30, mas inicialmente o que nos foi proposto era este escalão treinar das 21h30, às 23h00. Respondi que a nossa equipa era igual à de todos os outros clubes e, como tal, gostaria que tivesse um tratamento semelhante, mas não é isso que está a acontecer.

E estes horários, que considera não serem os adequados, podem trazer consequências ao Fundo de Vila?

Muitas, principalmente no escalão de iniciados. Os pais de alguns miúdos já vieram falar comigo sobre a situação e disseram-me que, se calhar, vão desistir quando começar a altura de testes na escola porque não querem que os filhos cheguem a casa às 22h00.

Então, isso poderá colocar em causa mais um escalão, quando a época já está em curso.

Exatamente. Tenho receio e muito medo que isso possa originar a desistência de mais um escalão.

Uma desistência a meio da época não traz consequências para o clube?

Claro. Se formos obrigados a desistir, na próxima época não poderemos competir no mesmo escalão e ficamos sujeitos a uma multa que poderá chegar aos 3.000 euros.

Com todos os problemas que o clube se tem deparado no que diz respeito aos espaços de treino e com a desistência de equipas, poderá ser uma questão de tempo até o Fundo de Vila fechar portas?

Custa-me dizer isto, mas com todos os contratempos com que nos temos deparado ao longo das últimas épocas e com os problemas que estamos a ter com a câmara municipal vejo com muita apreensão o futuro do clube. Com tudo isto, a tendência é mesmo para acabar, e rapidamente.

E para si qual é que poderia ser a solução para que ninguém ficasse prejudicado?

Do meu ponto de vista a solução seria a câmara municipal sentar-se com todos os clubes para se proceder à reorganização dos espaços nos recintos desportivos. Estou certo que se isso fosse feito conseguiríamos alguns espaços com horários adequados para os nossos escalões sem prejudicar nenhum clube, mas de há três épocas para cá parece que a câmara municipal não tem qualquer problema em colocar o Fundo de Vila de lado.

Com todos os problemas que tem enfrentado, em particular nesta época, este poderá ser o seu último mandato à frente do Fundo de Vila?

Penso que sim. Este deverá ser mesmo meu último mandato à frente do clube. Com tantos problemas que temos tido começo a pensar ser sou eu que estou a prejudicar o clube ou se há alguém que tem interesse que o Fundo de Vila não continue no caminho que estava.

Poderá ser, então, o fim de 25 anos de dedicação a um clube emblemático de S. João da Madeira.

Tenho continuado no clube por carolice e para evitar que feche as portas. Trata-se de uma instituição que é parte integrante da cidade e que deu um grande contributo para a integração da zona de Fundo de Vila. Esse foi um dos grandes trabalhos do clube, que foi um dos impulsionadores do futsal no distrito de Aveiro. Agora é triste vermos o tratamento que estamos a ter e que a manter-se a tendência será para fechar.

E como justifica que o Fundo de Vila, que foi um dos grandes clubes de futsal de Aveiro, possa ver-se na necessidade de encerrar as portas?

Somos muito respeitados por todos os clubes de futsal do distrito de Aveiro, mas os problemas têm vindo a agravar-se ao longo das épocas e a tendência parece ser para piorar. Já fomos considerados um clube forte, mas neste momento o Fundo de Vila não é visto dessa forma e tem um tratamento adequado à dimensão que o obrigam a ter, e a atribuição dos espaços por parte da câmara municipal tem tido uma grande influência na vida do Fundo de Vila.

Colocando de parte todos os problemas de início de época, quais os objetivos para os escalões que tem em competição?

Depois do que vi nos jogos do último fim de semana, acho que o Fundo de Vila pode vir a ser uma agradável surpresa em juniores. Já em iniciados trata-se de uma equipa nova, mas apesar de ter começado com uma derrota, acredito que vão fazer um excelente campeonato e não vão envergonhar o clube. O escalão de infantis penso que também tem uma boa equipa.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui