O Núcleo de Treinadores de Futebol de Aveiro assinalou mais um final de época com a realização da XXI Gala, iniciativa que teve como objetivo galardoar os técnicos e outros agentes desportivos que se destacam ao longo da temporada 2018/2019 ao serviço do futebol e futsal distrital, nacional e até internacional.

A cerimónia, realizada no passado dia 20 de outubro, teve como figura de destaque Sérgio Conceição, com o treinador do FC Porto, residente no distrito de Aveiro, a receber o prémio de Mérito Especial Nacional. O técnico, que acabaria por se ausentar ainda nos momentos iniciais do evento por motivos pessoais, agradeceu a distinção que considera que é reflexo de “um ano fantástico”, sublinhando que é o resultado de todo um trabalho coletivo. “Trata-se de um prémio individual, mas por trás estão muitas pessoas que contribuíram para que o recebesse”, referiu o treinador. “Começo por dar uma palavra à minha equipa técnica, aos jogadores e a toda a estrutura do FC Porto, que fizeram com que recebesse mais um prémio e que foram muito importantes para o sucesso da equipa no último ano”, frisou Sérgio Conceição na sua breve intervenção.

Já sem o técnico portista presente e perante centenas de convidados, Manuel Sousa, presidente do Núcleo de Treinadores de Futebol do Distrito de Aveiro, sublinhou “os 21 anos a reconhecer e a valorizar o mérito dos treinadores”. “Somos pioneiros entre instituições congéneres e, por isso, já conseguimos, por mérito próprio, o direito a figurar no calendário desportivo nacional”, explicou no dirigente, que voltou a abordar as “exigências legais” com que os núcleos se deparam diariamente para o desenvolvimento dos Planos de Atividades, e deixou uma garantia. “Caso a situação não seja resolvida rapidamente somos forçados, contra a nossa vontade, a tomar uma posição para nos defender e ilibar de responsabilidades pelo incumprimento involuntário da lei”, garantiu Manuel Sousa.

Numa iniciativa que visa homenagear não só treinadores, mas também os agentes desportivos que se destacaram ao longo da última época ao serviço do futebol e futsal, o presidente do núcleo explica que “este ano o júri optou por distinguir os verdadeiros dinossauros”, elementos que, segundo o mesmo, contam com longas carreiras ao serviço do dirigismo. Fernando Sequeira, presidente do Fundo de Vila, foi um dos homenageados na categoria de “Melhor Dirigente do Ano do Futsal Distrital”, pela dedicação de mais de duas décadas. “Com mais de 25 anos consecutivos à frente do seu clube é, provavelmente, um dos presidentes mais antigos do distrito em exercício”, frisou Manuel Sousa, salientando o trabalho desenvolvido pelo dirigente na modalidade, nomeadamente ao nível dos escalões jovens, com muitos jogadores a serem “aproveitados por equipas de primeiro plano”.

Com dezenas de técnicos presentes, e com eleições para a direção do núcleo agendadas para o próximo ano, Manuel Sousa apelou à “consciência dos treinadores jovens”, para que participem nas atividades e se mostrem disponíveis para “dar continuidade a um projeto importante na defesa dos interesses e desenvolvimento da classe do futebol e futsal”.

Já Arménio Pinho, presidente da Associação de Futebol de Aveiro (AFA), focou grande parte do seu discurso no trabalho desenvolvido pelo órgão que dirige, sublinhando que se encontra no penúltimo ano do seu mandato (4 anos) e que “já foi cumprido tudo o que foi prometido”. No entanto, garante que gostaria de dar início à construção da Cidade Desportiva da AFA, um complexo composto por um campo relvado, um pavilhão e a sede da delegação aveirense. “É isso que queremos fazer e é isso que nos move neste momento”, assegura Arménio Pinho.

O dirigente, que destacou também os eventos desportivos que ao longo da última época foram realizados em S. João da Madeira sob a alçada da AFA, elogiou o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelo Núcleo de Treinadores e relembrou ainda que “é importante investir no feminino e trazer mais atletas para as modalidades”. “Só assim se consegue garantir o futuro dos clubes”, frisou.

Por sua vez, José Pereira, presidente da Associação Nacional de Treinadores (ANTF), reconheceu a necessidade de “tratar os núcleos convenientemente em termos organizacionais”, e deixou a garantia que a “casa mãe assume todas as responsabilidades inerentes aos núcleos, como é hábito nestas situações”.

Jorge Sequeira, que há um ano discursou no mesmo evento um dia após assumir funções como presidente da câmara municipal de S. João da Madeira, recordou o momento e voltou a sublinhar que a cidade tem sido “amiga do desporto”. O autarca, que elogiou o trabalho que o Núcleo de Treinadores e a Associação de Futebol de Aveiro tem desenvolvido com as iniciativas que tem levado a cabo na cidade, não deixou passar a oportunidade para, junto da classe representada, destacar a importância da campanha “Respeite o seu Filho”, lançada recentemente pelo município sanjoanense em articulação com o Plano Nacional para a Ética no Desporto. “O desporto está muito ligado à educação. Há um ano disse aqui que os treinadores são educadores porque dirigem atletas e jovens e transmitem os valores do sacrifício, do respeito pelas regras, da dedicação e da entrega aos seus formandos. Esse papel é muito importante e estruturante”, sublinhou Jorge Sequeira, que apontou também a atividade desportiva como forma de combater a “epidemia da obesidade, do sedentarismo e da dependência do digital”.

Entre as dezenas de distinções, de destacar a atribuição do prémio de “Mérito Desportivo 2017/2018” à câmara municipal de S. João da Madeira como forma de reconhecimento pela relevância do contributo dado ao desenvolvimento desportivo, em especial pela promoção dos seus valores através de programas inovadores sobre a ética no desporto.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui