Mercado vai ter plataforma digital, encomendas online e entrega ao domicílio

0
211
DR

Uma outra ação é a distribuição da produção excedente à população carenciada

A candidatura do Município de S. João da Madeira está entre as 22 escolhidas, em 45 apresentadas, pelo Fundo Ambiental “Logística Carbonizada e Economia Circular para Mercados Tradicionais Frescos”, confirmou o presidente Jorge Sequeira ao labor.

A cerimónia de assinatura dos contratos realizou-se esta terça-feira à tarde, dia 20 de novembro, em Torres Novas, contando com a presença do ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, e do secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, José Mendes.

O plano de implementação deste projeto no valor de 52.274,26 euros, dos quais 45.000 financiados, vai ser levado a cabo, numa data ainda a definir, no Mercado Municipal.

Entre todas as ações previstas para este mês destaque para a disponibilização de uma plataforma digital de promoção do mercado e para a realização de encomendas online. Bem como a compra de uma scooter elétrica para o serviço de entrega de produtos frescos através de um veículo zero emissões, segundo o documento deste projeto.

O plano de implementação do projeto compreende ainda uma campanha de sensibilização e educação ambiental e a elaboração de um regulamento do mercado sustentável, a distribuição de embalagens reutilizáveis pelos diversos operadores do mercado, o desperdício alimentar zero com a operacionalização do canal de recolha e distribuição da produção excedente à população carenciada através da constituição de uma sala para o desperdício alimentar devidamente sinalizada e equipada com câmaras frigoríficas para a conservação dos produtos cuja entrega será efetuada recorrendo ao veículo zero emissões e a separação seletiva de resíduos.

 

 

 

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui