Créditos: Direitos Reservados

As cadetes da APROJ não tiveram grandes dificuldades no jogo contra o último classificado do grupo, o Arouca, uma equipa com pouco tempo de voleibol e com poucos elementos.

Foi, por isso, um jogo de sentido único, com o conjunto de S. João da Madeira a impor o seu forte serviço e eficácia na transição. A turma sanjoanense respeitou sempre a equipa adversária e conduziu um jogo eficaz, onde deu para todas as atletas jogarem.

O próximo jogo será no dia 01 de dezembro, às 14h00, com uma deslocação até ao reduto do Castelo da Maia Ginásio Clube.

Desfecho diferente teve o escalão de iniciadas contra o CV Aveiro. O encontro começou equilibrado e com ambas as equipas a disputarem o marcador. Contudo, ainda no primeiro set (7-7), uma das atletas da APROJ sofreu uma lesão e teve de sair do jogo. A equipa sanjoanense ressentiu-se partir desse momento e desconcentrou-se e não conseguiu finalizar, acabando o primeiro set por ficar por 25-9.
No segundo e terceiros sets as jogadoras de S. João da Madeira não conseguiram voltar a concentrar-se o que levou, consequentemente, a vários erros técnicos de serviço.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui