Créditos: Edgar Pinho

Académica Coimbra, 2 – AD Sanjoanense, 7

Pavilhão Nº3 do Estádio Universitário, em Coimbra.

Árbitros: Manuel Fernandes e José Pereira (AP Porto).

Académica Coimbra: Marco Abrantes (cap), João Timóteo, Diogo Graça, Alexandre Santos e Fábio Vieira.

Suplentes: Francisco Moreira, Pedro Picado, Arnaud Crémese, Rafael Ramalho e Carlos Campos.

Treinador: Pedro Ferreira.

AD Sanjoanense: Tiago Rodrigues, Pedro Cerqueira, Pedro Rego, Afonso Santos e José Almeida

Suplentes: Marco Lopes (cap), Xavier Cardoso, Tiago Almeida, João Cruz e Alex Mount

Treinador: Miguel Resende.

Marcha do marcador:0-1 por Pedro Rego (1′), 1-1 por Diogo Graça (1′), 2-1 por João Timóteo (8′), 2-2 por Alex Mount (17′), 2-3 por Pedro Cerqueira (21′), 2-4 por Xavier Cardoso (34’), 2-5 por João Cruz (43’), 2-6 por Tiago Almeida (46’), 2-7 por Xavier Cardos (48’).

Ação disciplinar: Cartão azul para: João Timóteo (43′) e Marco Abrantes (45’).

Faltas: Académica, 18 | AD Sanjoanense, 15.

Coimbra é a cidade do conhecimento, mas foi a Sanjoanense a dar uma lição aos estudantes. Os alvinegros bateram a Académica por 7-2, confirmando o crescendo de forma que se tem verificado nos últimos jogos e já estão em primeiro lugar da Zona Norte do Campeonato Nacional da II Divisão, em igualdade pontual com os Carvalhos.

O emblema da capital do calçado entrou praticamente a ganhar com um golo de Pedro Rego, a concluir uma triangulação que começou em Pedro Cerqueira e passou por Afonso Santos, mas, segundos depois, Diogo Graça fez o empate.

Apesar de a Sanjoanense dispor das melhores oportunidades, foi a Académica quem saltou para a frente do marcador quando, aos oito minutos, João Timóteo fez o 2-1. Os alvinegros continuaram a esbanjar ocasiões e foi já com Alex Mount no rinque que o empate chegou através de um remate colocadíssimo do inglês. Ainda antes do intervalo, Pedro Cerqueira, com um desvio subtil na área, levou a Sanjoanense para o descanso a vencer por 2-3.

No segundo tempo nada se alterou. A Sanjoanense continuou a dominar e, apesar de a Académica ter falhado um livre-direto que poderia ter dado o 3-3, Xavier Cardoso deu, aos 34 minutos, a tranquilidade necessária com uma jogada individual por trás da baliza e que terminou com um golaço de fazer levantar o pavilhão. Aos 43, João Cruz, de livre-direto, praticamente sentenciou a partida ao fazer o 2-5 e Tiago Almeida, na recarga de uma grande penalidade, aumentou para 2-6. Coube a Xavier Cardoso fechar as contas de mais uma prestação muito boa da Sanjoanense.

Segue-se, na próxima jornada, uma receção ao Infante de Sagres, equipa orientada por Vítor Pereira, ex-treinador dos “unhas-negras”. A Sanjoanense partilha, então, o primeiro posto com os Carvalhos, embora os gaienses tenham, por agora, vantagem no confronto direto.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here