Com modelo revolucionário

O médico Nuno Pereira Azevedo, especialista de Urologia do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (CHEDV), prestou provas públicas de doutoramento em Medicina, na Universidade de Roterdão, com o tema “Prostate Cancer Early Detection 2.0: Prediction models and eHealth”.

O cancro da próstata é “mais comum no homem, responsável por 15% dos diagnósticos, em Portugal” e tem “uma incidência estimada de 109 casos por 100,000 habitantes, valor que é superior à média europeia”. Contudo, o “diagnóstico atempado, quando a doença se encontra numa fase curável, permite reduzir a morbilidade e a mortalidade”, informou o CHEDV em comunicado enviado ao labor.

Este médico com o intuito de otimizar este rastreio “desenvolveu a aplicação Rotterdam Prostate Cancer Risk Calculator, um modelo preditivo com elevado benefício clínico na estratificação de cancro da próstata clinicamente significativo”, adiantou o CHEDV.

No âmbito da sua investigação, Nuno Pereira Azevedo, realizou “a maior comparação internacional de modelos preditivos de cancro da próstata, com mais de 8.000 homens, incluindo doentes portugueses, que permitiu concluir, com base na evidência, que o Rotterdam Prostate Cancer Risk Calculator, é o modelo preditivo com maior net benefit”, segundo o comunicado, acrescentando que na tese apresentada pelo médico do CHEDV, é “sugerida uma estratégia pragmática, designada Versão 2.0, aplicável transversalmente aos cuidados de saúde”.

Para Elsa Soares, diretora clínica do CHEDV, esta é “seguramente uma mais valia para os nossos utentes, o trabalho do Professor Nuno Pereira Azevedo na nossa instituição e na articulação com os cuidados de saúde primários, onde o seu modelo poderá vir a ser tido como uma referência para a Urologia na área do cancro da próstata e no seu diagnóstico atempado”.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui