União da Madeira, 1 – AD Sanjoanense, 1

Jogo no Complexo Desportivo da Madeira, na Ribeira Brava.

Árbitro: André Neto (AF Vila Real).

União da Madeira: Ravi, Nestor Mendy, Cristiano Vasconcelos, Chamboco (Marquinho, 87’), Aladin Djakovac (Nenay Santos, 72’), Diogo Vieirinha, Yannick Semedo, Aldair Djalo, Ivanildo Nhaga (Miguel Fidalgo, 62’), Luizinho, Rodrigo Henrique.

Suplentes: Tiago Camacho, Paulo Vasconcelos, Ousmane Diagne, Nuno Viveiros, Miguel Fidalgo, Benay Santos, Marquinho.

Treinador: Nuno Gomes.

AD Sanjoanense: Nuno Dias, Castro, Cauê, Almeida, Vítor Bastos, Matheus Roldan (Gazela, 69’), Syzsi, Agoustin, Coulibaly, Kay Kay (Daniel, 86’), Caleb (Ken, 58’).

Suplentes: Fábio, Ken, Rúben, Daniel, Rafa, Martin, Gazela.

Treinador: Nuno Costa.

Ao intervalo: 0-0.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Agoustin (44’ e 55’), Ivanildo Nhaga (62’), Rodrigo Henriques (73’), Cristiano Vasconcelos (77’). Cartão vermelho para Agoustin (55’).

Marcha do marcador: 0-1 por Caleb (49’), 1-1 por Rodrigo Henrique (76 gp).

A Sanjoanense conquistou um empate importante na deslocação à Madeira num jogo em que os alvinegros, que terminaram o encontro reduzidos a 10 elementos, após a expulsão de Agustin, ainda estiveram na frente no marcador, mas o União acabaria por chegar à igualdade na conversão de uma grande penalidade.

Uma primeira parte equilibrada, mas pouco produtiva e escassa em oportunidades ditava o nulo ao intervalo, ainda assim foi aos visitantes que pertenceu o primeiro remate, mas sem qualquer perigo para as redes de Ravi.

Já do lado contrário Aldair ameaçou por duas vezes, mas sem grande eficácia. Se pouco depois da meia hora o cabeceamento do avançado saía ao lado da baliza à guarda de Nuno Dias, já perto do intervalo o guineense obrigava o guardião alvinegro a uma estirada na sequência de um livre direto, que saiu rente ao poste.

Na segunda parte a Sanjoanense não podia ter entrado melhor já que com apenas quatro minutos desfez a igualdade. Num ataque pelo corredor direito Kay Kay cruza rasteiro para o interior da área com Matheus a tentar o desvio, mas Ravi não segura e é Caleb que, na recarga, inaugura o marcador.

Minutos depois a Sanjoanense via-se reduzida a 10 elementos com a explosão de Agustin por acumulação de amarelos. Em superioridade numérica, o União procurou tomar conta do jogo e aos 76 minutos Almeida derruba Nestor dentro da área e vê o árbitro da partida assinalar grande penalidade, que Rodrigo Henrique aproveitou para restabelecer a igualdade.

Instantes depois o defesa alvinegro esteve perto de se redimir, na sequência de um livre longo apontado por Castro, mas à boca da baliza, e sem qualquer oposição, Almeida atira por cima da trave.

As últimas oportunidades para desfazer o empate pertenceram aos visitantes já em tempo de compensação. Primeiro foi Cristiano Vasconcelos que não chegou a tempo para desviar um livre cobrado por Rodrigo Henrique e depois foi Nuno Dias que negou o golo a Aldair.

Com este empate a Sanjoanense segura a quinta posição, com os mesmos pontos que o terceiro e quarto classificados.

No próximo domingo os alvinegros têm mais um jogo difícil com uma deslocação a Gondomar para defrontar o atual líder da Série B.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui