AD “Os Limianos”, 2 – AD Sanjoanense, 3

Jogo no Pavilhão Municipal de Ponte de Lima.

Árbitros: Joaquim Pinto e Pedro Silva (AP Porto).

AD “Os Limianos”: João Peixoto (cap), Pedro Braga, José Pedro Carvalho, Miguel Castro e Tiago Crespo.

Suplentes: Diogo Pires, Guilherme Ferreira, Cristiano Viães, Ricardo Maciel e Tiago Faria.

Treinador: João Pedro Araújo.

AD Sanjoanense: Tiago Rodrigues, Xavier Cardoso, Pedro Cerqueira, Afonso Santos e José Almeida.

Suplentes: Marco Lopes (cap), Tiago Almeida, João Cruz, Pedro Rego e Alex Mount.

Treinador: Miguel Resende.

Ao intervalo: 0-1.

Ação disciplinar: Cartão azul para José Almeida (11’).

Marcha do marcador: 0-1 por José Almeida (10′), 0-2 por Afonso Santos (34′), 0-3 por Alex Mount (44′), 1-3 por Tiago Crespo (47’), 2-3 por Cristiano Viães (48’).

Faltas: AD “Os Limianos”,12 | AD Sanjoanense, 11 

Foi preciso um sofrimento inesperado para a Sanjoanense triunfar na deslocação a Ponte de Lima. Os alvinegros estiveram a vencer por 3-0 até dois minutos do fim mas, num curto espaço de tempo, permitiram que o Limianos colocasse o marcador na margem mínima e os últimos instantes da partida aceleraram o batimento cardíaco dos sanjoanenses.

A primeira parte foi mastigada, embora sempre com os homens da capital do calçado com mais oportunidades, e foi através de um livre que José Almeida abriu o marcador aos 10 minutos de jogo. Pedro Cerqueira tocou ligeiramente para a esquerda para o avançado que, de primeira, disparou um “foguete” para a baliza de João Peixoto. Ainda no primeiro tempo, Afonso Santos e Pedro Cerqueira falharam, respetivamente, um livre-direto e uma grande penalidade sendo que Miguel Castro, dos Limianos, também havia desperdiçado, minutos antes, uma bola parada.

Na etapa complementar, Afonso Santos, aos nove minutos, na segunda tentativa da marca do livre-direto, não esbanjou e aumentou a contagem para 0-2. A Sanjoanense ficou mais confortável na partida e, aos 19 minutos, Alex Mount fez o 0-3.

Quando se pensava que tudo estaria resolvido, Tiago Crespo, com um desvio à boca da baliza, reduziu, aos 23 minutos, para 1-3 e, logo a seguir, Cristiano Viães, na marcação do livre-direto a castigar a décima falta cometida pela Sanjoanense, fez o 2-3.

A Sanjoanense teve que se resguardar, mas conseguiu segurar mais três pontos preciosos que mantém o conjunto de Miguel Resende na liderança da II Divisão Zona Norte de Hóquei em Patins. Segue-se, no próximo sábado, nova deslocação, desta vez à cidade do Porto para defrontar, às 21h00, o FC Porto B. A entrada no Dragão Caixa é gratuita.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui