O que fica de 2018?

0
131
DR

Aqui relembramos alguns dos vários destaques deste ano

Janeiro

A continuação da rúbrica “Sanjoanenses no Mundo”. O médico que teve de fazer um turno de 24 horas no Serviço de Urgência (SU) do Hospital de S. João da Madeira (SJM). A exposição “Os animais que ao longe parecem moscas” de João Maria Gusmão e Pedro Paiva com a participação da Coleção Norlinda e José Lima que esteve patente no Núcleo de Arte a ser considerada a melhor exposição realizada no nosso país em 2017 pelo suplemento cultural Ípsilon do Jornal Público. A criação do “Cartão Amigo da Casa” por parte do Município com o intuito de fidelizar clientes que vão com este usufruir de descontos nos espetáculos e eventos realizados nos equipamentos culturais. A notícia dada em primeira mão pelo labor de que os “Semáforos de Sanfins” vão acabar em 2019 através da obra de beneficiação da Estrada Nacional (EN) 223 que liga o nó de Arrifana a Santa Maria da Feira da A1. Além desta, a obra de beneficiação da Estrada Regional (ER) 227 – IC2 que liga SJM a Vale de Cambra. A câmara planear uma medida de proteção à mobilidade, dando prioridade à segurança dos peões, mas que continua sem novidades, e assinar um protocolo com a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género. A eleição de Rodolfo Andrade como líder dos socialistas. A onda de assaltos, a pelo menos, quatro empresas. O Carnaval a terminar na Praça Luís Ribeiro. E o Município oferecer a vacina contra o rotavírus a todos os bebés nascidos a partir de 1 de janeiro de 2018.

Fevereiro

Os moradores que ficaram sem comunicações durante uma semana na Rua Teixeira de Pascoaes. A nomeação de José Nuno Vieira como vice-presidente do Município. A apresentação do programa cultural dos Paços da Cultura e da Casa da Criatividade pelo lançamento das iniciativas “Somos Nós” em que coletividades sanjoanenses demonstram o seu valor em palco, o ciclo de conferências “Pensar Futuro” com convidados conceituados em diferentes áreas e o “Novembro Jazz” com artistas de renome nacional e internacional. A presença dos Caretos de Podence no Carnaval. O Programa de Exercício Físico para os trabalhadores do Município. O falecimento de Alberto Batista, figura incontornável dos Serviços Sociais de Atletismo do Município, em particular, e do Município, em geral. A publicação de imagens exclusivas de como está e ficará a EN223 depois da obra de beneficiação em exclusivo no labor. A adjudicação da obra da Serafim Leite anunciada pela autarquia. A transferência de uma parte da unidade de produção da Molaflex para a Feira. A candidatura de André Neves e de Jorge Sequeira à liderança da JSD nacional e do PS Aveiro, respetivamente, tendo o primeiro perdido e o segundo ganho a eleição. Os Prana lançaram o novo disco na Casa da Criatividade. A Fepsa criou réplicas do chapéu de Fernando Pessoa para uma exposição em Madrid. A empresa Vieira Araújo foi acusada de poluição. Um campeão de Boccia esteve em risco de deixar este desporto devido à falta de transporte, algo que viria a não acontecer devido ao apoio da Misericórdia local. A história de sanjoanenses que percorreram os Caminhos de Santigo que agora estão devidamente sinalizados devido a iniciativa levada a cabo pela junta de freguesia. A câmara apresentou o Jardineiro e os Voluntários do Rio Ul. A eleição de Luís Mota como líder do CDS-PP.

Março

A sanjoanense Ana Lehmann, secretária de Estado da Indústria, visitou empresas locais. O Comando Distrital de Polícia de Aveiro celebrou o aniversário em SJM. A disputa das forças políticas pela obra da EN223. O falecimento do Dr. Manuel Guerra. A câmara e as escolas assinaram um protocolo para combater o abandono escolar. A obra parada do SU do Hospital de SJM. O imbróglio da fiscalização do estacionamento à superfície. A nomeação de Hélder Andrade como comissário da PSP. A visita do primeiro-ministro António Costa e de Raphael Gamzou, Embaixador de Israel, a SJM. A mudança de instalações da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens para a Casa das Associações. A tomada de posse dos deputados da Assembleia Municipal Jovem e a apresentação de cada um dos porta-vozes dos agrupamentos escolares em exclusivo no labor. A nomeação de João Almeida para os órgãos nacionais do CDS-PP. A compra e gestão do Centro Social de Fajões pela Misericórdia local. O contencioso existente entre trabalhadores e a MEO que está a ser julgado no tribunal. A eleição do Party Sleep Repeat como Melhor Festival de Pequena Dimensão pelos Iberian Festival Awards. A criação de um site sobre as espécies existentes no Parque dos Milagres por parte da junta de freguesia.

Abril

O convite do diretor Pedro Silva dirigido a Rita Mendes, João Almeida, Susana Lamas e João Carlos Silva para serem “diretores de Abril” em quatro edições que assinalaram o 30.º aniversário do labor. As edições temáticas conjugadas com os temas de agenda permitiram criar edições únicas em tempo quase impossível. A eleição de Susana Lamas como líder do PSD, depois de ter existido a possibilidade de ter como adversário Olindo Costa que acabaria por retirar a candidatura.

A medida TUS gratuito para todos os alunos de SJM lançada pelo Município. A notícia de que a cidade teria um Espaço Empresa que, mais tarde, foi instalado na Oliva Creative Factory na presença de Manuela Leitão Marques, ministra da Presidência e da Modernização Administrativa. A apresentação do Orçamento Participativo Portugal neste mesmo espaço com propostas de sanjoanenses. A intenção da câmara acabar com o estrangulamento na Rua João de Deus. O tribunal dar “luz verde” à obra da EN223. A autarquia a reforçar o apoio à contratação de porteiros. A primeira grande entrevista do presidente da câmara Jorge Sequeira meio ano após tomar posse. A mudança de instalações da junta para os Paços da Cultura que viria a concretizar-se em outubro. O projeto “Arte à Solta” com a exposição de obras da Coleção Norlinda e José Lima em espaços públicos. A reabilitação do edifício da CERCI, ficando para segundo plano o alargamento e criação do Lar Residencial.

Maio

A mudança de instalações do Centro de Fisioterapia para o Centro Coordenador de Transportes que viria a concretizar-se em outubro. Uma aluna da João da Silva Correia participou no European Youth Parlament e alunos da Serafim Leite receberam menções honrosas num Festival Nacional de Robótica. A inauguração da Capela do Parrinho com a presença de D. António Taipa, Bispo Auxiliar do Porto, e o acolhimento do mesmo na câmara municipal. A nomeação de Manuel Pereira da Costa como comissário do Dia da Cidade. A paragem do processo de obra na Serafim Leite. Os animais envenenados em Fundo de Vila. A abertura da câmara municipal à hora de almoço. A reeleição de António Cunha como presidente da CERCI. O estacionamento que não é ilegal, mas provoca constrangimento na Rua Oliveira Figueiredo. A conclusão da obra da Academia dos Campeões que só viria a ser inaugurada em outubro com o nome de Campo de Jogos das Travessas. A remoção de amianto no bairro do Orreiro. O desbloqueamento de lotes das Travessas. As primeiras ideias da Assembleia Municipal Jovem em execução pelo Município. A limpeza a fundo do Parque dos Milagres levada a cabo pela junta e pela câmara. A publicação da revista de 30 anos do labor. A integração de uma ex-utente da CERCI na empresa Rainha 5. A compra de um carro novo para o Programa Escola Segura por parte do Município. A eleição de Paulo Silva como presidente da mesa da assembleia da Anafre. A candidatura de Moisés Ferreira à distrital de Aveiro do BE.

Junho

A renúncia de Renato Santos ao mandato da junta de freguesia. A retirada de amianto em escolas e no Pavilhão Desportivo Paulo Pinto anunciada pelo Município. A reabilitação dos contentores subterrâneos que viria a concretizar-se durante este mês de dezembro em pelo menos duas zonas no centro da cidade. A obra do SU do Hospital de SJM que continua parada. O assalto ao Albergue para Animais Errantes antes deste estar concluído. A proposta de uma ambulância nova para os bombeiros que venceu o Orçamento Participativo Municipal. A comissária Rosa Maria Gomes contraiu Malária na Missão da ONU na República Centro Africana. A única apresentação europeia da exposição do artista tailandês Apichatpong Weerasethakul aconteceu no Núcleo de Arte. A exibição de um documentário sobre São Castro e António Cabrita na RTP2, sendo ela uma bailarina e coreógrafa sanjoanense. O lançamento das obras EN223 e ER227 por Pedro Marques, ministro das Infraestruturas, em SJM e em Santa Maria da Feira. A nomeação de Victor Cabral como secretário da vereação.

Julho

O condutor que fugiu e deixou o carro no separador central na Avenida Benjamim Araújo. O incêndio que destruiu um edifício e provocou danos em outros dois no Largo do Rossio. A eleição de Manuela Gay como presidente do Rotary Club de SJM. A compra de uma secção do Muro de Berlim pelo casal Norlinda e José Lima, encontrando-se até ao momento na Oliva Creative Factory à espera da escolha do local onde ficará patente permanentemente. O regresso do Festival do Chapéu com o intuito de tornar SJM na capital do chapéu. A homenagem aos plantadores de árvores do Parque Urbano do Rio Ul que completou uma década este ano. Os Urban Sketchers de vários países na Viarco. O voluntariado no Hospital de SJM. O lançamento de um novo site e de uma app municipal. O jovem sanjoanense que entrou em série televisiva. A estrutura móvel Oliva Cinema Livre. A denúncia de predadores sexuais junto às piscinas municipais. A seleção nacional de cabeleireiros treinou em SJM.

Setembro

A remoção do espaço de recreio do Parque Urbano do Rio Ul. A Praça cheia no Gin & Street Food. A colocação da obra da EN223 no terreno. A escolha da Uniself para servir as refeições escolares, depois de a câmara ter terminado contrato com a Knowfood. A atribuição do nome de Alberto Batista a uma pista e ao Prémio de Atletismo 11 de Outubro. A entrada de mais um médico para o Centro de Saúde que também vai passar a ter dentista em 2019. A aprovação do Regulamento Municipal de Atribuição de Benefícios Sociais aos Bombeiros que foi colocado à discussão pública e aprovado pela Assembleia Municipal. O falecimento de Hamilton Figueiredo. A escolha da empresa para a obra da Urgência do Hospital de SJM. A substituição das luminárias por Leds. Os atos de vandalismo. A visita do Embaixador da China à cidade. O espetáculo de dança aérea no Parque América. O engenho explosivo na “Mão Amiga”. A câmara a dar início à obra nas ruas adjacentes da Praça. A Semana da Mobilidade ter terminado sem carros na avenida. O Albergue e o Canil com lotação esgotada. A abertura de uma loja Mercadona junto ao 8ª Avenida. A junta e a câmara partilham a gestão do Parque dos Milagres. A reabilitação do complexo da Oliva.

Outubro

O PS e o BE apresentaram um projeto de lei que pede a integração de Milheirós de Poiares, do concelho de Santa Maria da Feira, em SJM à Assembleia da República e, depois disso, demos a conhecer a “voz do povo” sobre o assunto e o reforçar de posição dos autarcas destes dois concelhos. A história dos três sanjoanenses que celebraram um século de vida. O Albergue vai ter mais oito boxes. A entrevista do Padre Anselmo Borges em exclusivo ao labor. As comemorações do 11 de Outubro. A atribuição de 10 bandeiras Eco escolas a SJM, sendo a CERCI a primeira instituição a ter sido distinguida com a mesma. A renovação do título de Homem mais Forte de Portugal do sanjoanense Fábio Silva. As obras da Coleção Norlinda e José Lima vão estar expostas em São Bento a partir de 5 de outubro de 2019. A câmara inaugurou obras de 580 mil euros. Os estragos provocados pelo mau tempo. Uma década de Sanjotec com a exposição da “Casa do Futuro”. As aves decapitadas no Parque Urbano do Rio Ul. As “obras extra” na escola de Fundo de Vila. Os cinco anos de Núcleo de Arte com uma nova imagem. O Tudo aos Molhos lançou um prato de Gastronomia Fabril em homenagem ao livro “Unhas Negras” de João da Silva Correia.

Novembro

A conversa com a família de refugiados da Síria que está a ser acompanhada pelo Centro Humanitário da Cruz Vermelha. Os munícipes que receberam contratos de fornecimento de luz e gás sem o seu consentimento. A câmara foi unânime no parecer favorável à integração de Milheirós de Poiares, tendo sido o documento do mesmo género aprovado por maioria (PS e CDS-PP), com o voto contra da CDU em Assembleia Municipal. A nomeação de Gonçalo Soares para a distrital de Aveiro da JP. A apresentação do projeto da “Nova Praça” que, pouco tempo depois, levou à criação de um abaixo-assinado de alguns comerciantes e moradores contra o mesmo e de uma petição pública. A eleição de Luís Neves como líder da JSD. A entrevista exclusiva a Manuel Sobrinho Simões. O “Estendal dos Direitos” da CPCJ e a música “Não me vou calar” dos Prana gravada na Serafim Leite. O Mercado vai entregar as encomendas em casa. O assalto à caixa das esmolas da igreja matriz. Os 110 anos da Linha do Vale do Vouga com os autarcas a reclamarem mais investimento.

Dezembro

S. João da Madeira vai ter residência para pessoas sem-abrigo. José Emídio é o novo presidente da Cooperativa A Árvore. Câmara vai manter o preço da água em 2019. S. João da Madeira foi o concelho mais solidário do Entre Douro e Vouga na última recolha de alimentos do Banco Alimentar. A exposição da Viarco no Museu e Igreja da Misericórdia do Porto. A história dos tanques públicos em livro e circuito turístico. S. João da Madeira tem um “Frigorifico Solidário”. A câmara contratou um ex-formando da CERCI.O assaltante detido por um grupo de populares. Os “bancos de lápis” que projetam a cidade. A nomeação de Suzana Menezes como Diretora Regional de Cultura do Centro. A construção de um novo hotel junto ao centro comercial. A campanha de vacinação e de rastreios a pessoas sem abrigo. A construção de uma ciclovia junto ao Parque Urbano do Rio Ul. O assalto à Capela do Parrinho. A explosão da caldeira que assustou os moradores. As quatro pessoas que morreram na queda do helicóptero do INEM.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui