O presépio da paróquia em exposição no Largo do Souto foi vandalizado durante a madrugada de sábado passado, dia 29 de dezembro, em S. João da Madeira.
O ato vandalismo passou pelo corte da cabeça de alguns dos elementos do presépio, tendo sido espalhadas algumas delas nas ruas próximas ao local onde está exposto.
Um ato “incompreensível”, classificou o Padre Álvaro Rocha ao labor.
Por este presépio construído pela paróquia, por tudo e por todos, é “preciso ter respeito”, considerou o Padre Álvaro, reconhecendo que tal sentimento não existe em quem pratica este tipo de atos.
Alguns dos elementos da paróquia estiveram durante o dia de sábado passado a consertar os danos provocados ao presépio.

A ocorrência foi reportada à PSP que esteve no local e está a investigar este crime público contra o património, confirmou o comissário Hélder Andrade ao labor.

Este acaba por ser mais um acontecimento atípico, num tão curto espaço de tempo, na cidade. Relembramos o assalto à capela e ao patronato de Casaldelo, durante o Verão e em outubro do ano passado, respetivamente, o assalto à caixa das esmolas da Igreja Matriz a 15 de novembro, o assalto à Capela do Parrinho a 16 de dezembro e a vandalização do presépio da paróquia a 29 de dezembro.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui