Mozelos, 1 – ADRAV, 2

ADRAV: Tiago Tavares, Jorge Talhas, Moisés, Tiago Santos, Brunito, Hector, Brito (Xará, 40’), Joca (Mohamed, 85’), Bruno Estrela (Xavier, 40’), Marcelo Sales (Godinho, 65’), Hugo Barraca.

Suplentes: Hugo Tavares, Sabata, Xará, Mohamed, Xavier, Godinho.

Treinador: Filipe Talhas.

Depois da excelente exibição na jornada anterior, frente ao Nadais, a ADRAV realizou um jogo que ficou muito aquém das expetativas. Os locais até entraram bem e no primeiro quarto de hora dominaram o jogo, jogando a toda a largura do terreno e com os seus laterais, junto à linha de fundo, a realizarem cruzamentos perigosos, encostando o adversário ao seu reduto defensivo. E foi mesmo na sequência de um cruzamento que a ADRAV inaugurou o marcador, quando Moisés surgiu ao segundo poste e com um golpe de cabeça desviou a bola para o fundo das redes.

A partir daqui os homens de S. João da Madeira entraram num desnorte total e foi com muita dificuldade que chegavam à baliza contrária.

Já do outro lado, apesar do Mozelos se ter instalado no meio campo da ADRAV, a formação da casa só teve uma boa ocasião para marcar quando um dos seus jogadores, numa jogada individual, passou a bola por cima de Moisés e, de primeira, rematou para fora.

Face ao que se passava em campo, o técnico da ADRAV apostou em alterações na equipa retirando Brito, com suspeitas de lesão, e Bruno Estrela, para entradas de Xará e Xavier. As substituições, contudo, não surtiram grande efeito já que a formação da casa manteve o domínio do jogo.

Se o trabalho já não estava fácil para os visitantes, aos 65 minutos uma contrariedade complicou ainda mais a situação para a ADRAV, com Marcelo Sales a ser atingido por um adversário, acabado substituído devido a uma lesão no perónio. Lance que não mereceu qualquer sanção por parte da equipa de arbitragem.

Face às condicionantes foi, por isso, com alguma naturalidade, que a 10 minutos para o final apareceu o golo da igualdade. Na sequência de um livre, o pontapé saiu com conta peso e medida e o homem da casa só teve que desviar para fora do alcance de Tiago Tavares.

Os visitantes tiveram uma reação positiva ao golo e voltaram a pressionar, chegando novamente com perigo à baliza do Mozelos. E foi Xará que fez o mais difícil quando, após um cruzamento, desviou a bola em demasia com esta a sair junto ao poste.

A equipa sanjoanense não desistiu e o golo acabou por apareceu, com Mohamed, acabado de entrar, a entregar de bandeja os três pontos à sua equipa.

Na próxima jornada a ADRAV desloca-se a Pessegueiro do Vale para defrontar a equipa local.

Tiago Santos foi o homem do jogo

Créditos: Direitos Reservados

Sempre que a ADRAV está desfalcada a escolha recai em Tiago Santos para manter o equilíbrio da equipa. É dos poucos jogadores que interpreta e joga em qualquer posição. Neste encontro teve que ocupar o centro da defesa e, mais uma vez, deu conta do recado ajudando a equipa a alcançar mais uma vitória.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui