Atualmente, o Dínamo Sanjoanense encontra-se em processo de certificação como entidade formadora em futsal. Trata-se de uma iniciativa iniciada em 2015 pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) onde, para além de cumprir um imperativo legal, visa avaliar, reconhecer e certificar a atividade de todas as entidades que disponibilizam formação nas modalidades de futebol e futsal a jovens praticantes até aos 19 anos, procurando, assim, aumentar os padrões de qualidade da formação em Portugal.

Num processo dividido por várias etapas, e depois das primeiras ultrapassadas, o clube sanjoanense recebeu, no passado dia 15 de janeiro, a visita técnica da equipa de certificação da Federação Portuguesa de Futebol, representada por Paulo Cardoso e João Vieira Pinto, e de André Sapata, da subcomissão da Associação de Futebol de Aveiro.

“Esta certificação é obrigatória para todos os clubes que queiram competir ao nível de campeonatos nacionais a partir da época 2020/2021, quer na formação ou em seniores”, explica Paulo Moreira, presidente do Dínamo Sanjoanense, sublinhando que isso irá forçar o clube a “ser autónomo a vários níveis, criando uma estrutura bem definida e devidamente identificada e reconhecida”. “Como também queremos dar um passo qualitativo ao nível das condições e estrutura, este processo vai ajudar-nos a criar um clube condizente com a dimensão que já tem e que agora pode ter ao nível nacional, já a partir da formação”, refere o dirigente.

Segundo Paulo Moreira, este processo de certificação, trará ao Dínamo Sanjoanense “maior organização e estruturação em termos desportivos, médicos e diretivos”, ao mesmo tempo que “obriga o clube a ter ainda melhores condições para todos”.

Dirigido unicamente à formação, o dirigente acredita que com este processo de certificação o Dínamo Sanjoanense “possa vir a tirar mais dividendos” das equipas jovens. “Como somos obrigados a trabalhar melhor nos escalões de formação, no futuro podemos ter os tão desejados jovens a ingressar mais facilmente na equipa sénior. Por outro lado, as entidades certificadas como formadoras têm vários benefícios no que diz respeito a apoios federativos, tanto monetários como logísticos, que garantem a defesa dos clubes que dão formação”, destacou o dirigente, frisando que o processo do Dínamo Sanjoanense “está muito bem encaminhado”.

Créditos: Direitos Reservados
Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui