Falta agora terminar a segunda fase das obras de requalificação

 Afinal, não foi preciso esperar até ao final do mês para a abertura do renovado Serviço de Urgência Básico (SUB) do Hospital de S. João da Madeira. A primeira fase de requalificação ficou concluída antes da data que o Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (CHEDV) adiantou ao labor por altura do 20.º aniversário do Hospital de S. Sebastião, conforme noticiado oportunamente, estando o novo espaço a funcionar já desde o passado dia 12, oque “permitiu abandonar a solução provisória de acesso ao Serviço de Urgência”.

Em nota informativa enviada ao nosso jornal, o CHEDV recorda que “esta primeira fase [correspondendo a 75% da intervenção total]” “previa a alteração profunda de toda a área de admissão dos doentes, a criação de uma nova sala de triagem bem como a requalificação completa da sala de observações e tratamentos, com aumento da área disponível e melhor funcionalidade para profissionais e doentes”.

Restantes obras concluídas em finais de março

Falta agora a conclusão da segunda fase das obras. E a propósito destas, o CHEDV diz em comunicado recebido pelo nosso jornal que “os restantes trabalhos continuam a decorrer sem qualquer interrupção do normal funcionamento do Serviço de Urgência, facto que, apesar de tornar os trabalhos mais demorados, permite que os doentes continuem a ser atendidos no hospital”.

“Se tudo correr como planeado estarão terminadas até final de março”, avançou o CHEDV, entretanto, ao ser questionado pelo labor sobre o assunto.

Contas feitas, trata-se de um investimento total de cerca de 230 mil euros só no SUB da unidade hospitalar sanjoanense. Isto, “com fundos próprios do CHEDV”.

Mais de 38.000 doentes atendidos em 2018

Em 2018, o Serviço de Urgência Básico recebeu 38.067 utentes, ou seja, uma média de 104 doentes por dia. Este SUB, de acordo com dados a que o labor teve acesso, foi responsável pelo atendimento de 18,09% do total de episódios de urgência de todo o CHEDV. Nota ainda para o seu “elevado nível de resolutibilidade”, uma vez que “foram apenas transferidos 7% de doentes para o Hospital de S. Sebastião”.

 CHEDV abre novo Serviço de Reumatologia

Também em nota de imprensa remetida ao labor, o CHEDV informa que já deu início a um novo Serviço de Reumatologia (SR) – assunto, aliás, divulgado em edição anterior do nosso semanário.  As prioridades deste novo serviço passarão por consulta externa, primeiras consultas (pedidos Centros de Saúde e pedidos internos de outras especialidades) e consultas subsequentes; consulta interna de avaliação de doentes internados noutros serviços; hospital de dia, tratamentos em perfusão e ensino da autoadministração; e técnicas de diagnóstico e terapêutica, com realização de novos exames complementares de diagnóstico, evitando a sua realização no exterior.

Ao longo deste ano, estima-se que poderão beneficiar do SR, a funcionar no “S. Sebastião”, mais de 500 utentes em consulta programada, a que acresce as consultas urgentes e as consultas referentes a protocolos que se venham a estabelecer com outras especialidades.

Paula Valente, responsável do serviço de Reumatologia, vê“com muita satisfação” este “sonho antigo ser concretizado”. “Esta nova equipa de trabalho permitirá uma resposta mais adequada às solicitações dos nossos utentes, sabendo que o diagnóstico precoce e atempado é fundamental na evolução destas patologias crónica”, referiu a médica em comunicado.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui