SC Mêda, 0 – AD Sanjoanense, 1

Jogo no Estádio Dr. Augusto Cesar de Carvalho, em Mêda.

Árbitro: João Afonso (AF Braga).

SC Mêda: Valter Luís, Rafa, Filipe Gusmão, Pedro Prata, Rui Santos (Dinis Lopes, 81’), Flávio, Diogo Domingues (Cristiano Rebelo, 67’), Marco Marques (Ruben, 77’), Elvis Zambrano, João Pimenta e Bruno Aguiar.

Suplentes: Marcelo Guedes, Dinis Lopes, Cristiano Rebelo, Rúben, Bruno Bryan.

Treinador: Rogério Afonso.

AD Sanjoanense: Fábio Santos, Almeida, Vítor Bastos, Ruben, Ken, Matheus, Terrence (Cauê, 70’), Gazela, Rafa (Florentino, 85’), Martin (Daniel Adjei, 77’) e Caleb.

Suplentes: Nuno Dias, Diogo Castro, Cauê, Daniel Adjei, Florentino.

Treinador: Nuno Costa.

Ao intervalo: 0-0.

Marcha do marcador: 0-1 por Ken (52’).

A deslocação a Mêda, para defrontar o último classificado, que soma apenas um ponto, não se previa difícil para a Sanjoanense, e a verdade é que os alvinegros regressaram a casa com os três pontos, mas conseguidos com um golo solitário num jogo em que a sorte parece não ter estado do lado dos homens de Nuno Costa.

A precisar de vencer para se manter na luta pelos primeiros lugares, a formação que viajou de S. João da Madeira não facilitou e rapidamente tomou conta da partida e foram várias as oportunidades que os visitantes tiveram para se colocarem em vantagem, mas ao intervalo o nulo persistia no marcador depois de uma primeira parte dominada pelos alvinegros e marcada por uma bola ao poste a remate de Martin e de um golo anulado a Rafa.

O período de descanso não abrandou os homens de Nuno Costa, que mantiveram o domínio e a pressão sobre a defensiva local, que acabaria por ceder ainda nos minutos iniciais da etapa complementar quando, aos 52 minutos, na sequência de uma reposição pela linha lateral, a tentativa de anular um passe de Rafa, que procurava a desmarcação de Ken, deixa o nigeriano na posse da bola que, com uma excelente jogada individual, tira da frente um homem da casa e com um remate colocado inaugurou o marcador.

A Sanjoanense não se acomodou à vantagem e continuou a mandar na partida, mas a sorte não esteve do lado dos visitantes, que apesar dos lances de perigo criados não conseguiram chegar ao segundo. E Almeida foi o que esteve mais perto, mas, tal como aconteceu a Martin na primeira parte, os postes da baliza evitaram o que parecia um golo certo.

O triunfo, ainda que escasso, é importante para as contas da Sanjoanense, que se mantém, assim, na quinta posição a apenas três pontos do segundo classificado.

Depois de cumprirem duas jornadas fora de portas, os alvinegros regressam a casa no próximo domingo para receberem a formação vizinha do Sporting de Espinho, que ocupa a quarta posição com o mesmo número de pontos que a formação de S. João da Madeira.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui