AD Sanjoanense, 7 – Famalicense AC, 2

Jogo no Pavilhão da Associação Desportiva Sanjoanense.

Árbitros: José Pinto (AP Porto) e Rui Leitão (AP Minho).

AD Sanjoanense: Tiago Rodrigues, Alexander Mount, Pedro Cerqueira, Xavier Cardoso, Afonso santos, Marco Lopes, João Cruz, Pedro Rego, José Almeida, Alexandre Barreira.

Treinador: Vítor Pereira.

Famalicense AC: Miguel Freitas, Manuel Pinheiro, César Carvalho, Celso Silva, Rui Silva, Bruno Ferreira, Tiago Azevedo, Luís Filipe, Ivo Nogueira.

Treinador: Joaquim Fonseca.

Ao intervalo: 1-1.

Ação disciplinar: Cartão azul para Manuel Pinheiro (33’), Pedro Cerqueira (23’).

Marcha do marcador: 0-1 por Rui Silva (8’), 1-1 por Pedro Cerqueira (17’), 2-1 por José Almeida (30’), 3-1 por Xavier Cardoso (31’), 4-1 por Alexander Mount (33’), 4-2 por Luís Filipe (36’), 5-2 por Alexander Mount (38’), 6-2 por Pedro Cerqueira (46’), 7-2 por Afonso Santos (47’).

A Sanjoanense entrou no novo ano a toda a força. Depois da excelente vitória em Espinho, os alvinegros golearam, em casa, o Famalicense, num jogo em que os visitantes até entraram melhor, inaugurando o marcador aos oito minutos quando um remate fraco, mas rasteiro, de Rui Silva, surpreendeu a equipa da casa e o guardião Tiago Rodrigues.

A desvantagem, e com os homens de Joaquim Fonseca a darem indícios de quererem assumir o comando da partida, obrigou os alvinegros a reagir e se à passagem do quarto de hora Xavier Cardoso atirou ao ferro num remate à meia volta, a oito minutos do intervalo Pedro Cerqueira restabelecia a igualdade. Na cobrança de uma grande penalidade o homem da casa atirou para a defesa de Miguel Freitas, mas com uma recuperação rápida chegou ao empate na recarga.

O golo foi o tónico que faltava aos alvinegros, que tomaram conta da partida e só não foram para o intervalo a vencer graças à excelente exibição do guardião visitante.

Na segunda parte a Sanjoanense manteve o domínio do jogo e com uma entrada forte os homens de Vítor Pereira distanciaram-se no marcador logo nos instantes iniciais. Aos cinco minutos José Almeida aproveitou um remate cruzado do colega inglês, que Miguel Freitas desviou, para consumar a reviravolta, e logo de imediato Xavier Cardoso e Alexander Mount colocavam o resultado nos 4-1.

Cerca de três minutos volvidos Luís Filipe aproveitou uma grande penalidade para reduzir a diferença (4-2), mas o golo não afetou o rendimento da equipa alvinegra, que manteve o domínio do jogo e respondeu pouco depois por intermédio de Alex Mount, que bisou na partida.

Com o encontro a caminhar para o fim, Pedro Cerqueira e Afonso Santos, com dois golos consecutivos, deram solidez ao triunfo da Sanjoanense, que não abrandou o ritmo e manteve a pressão até final. Mesmo nos últimos dois minutos, com o adversário a jogar em power-play, após o cartão azul mostrado a Pedro Cerqueira, os alvinegros tiveram duas excelentes oportunidades para voltar a colocar o marcador em funcionamento.

No próximo dia 26, que marca o arranque da segunda volta, a Sanjoanense joga novamente em casa recebendo o Carvalhos.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui