Breves da reunião de câmara

0
60

Árvores A munícipe Ana Couto questionou o executivo sobre a programação da poda de árvores de grandes dimensões, dando como exemplo as existentes na Praça Barbezieux, na Rua Vale do Vouga, na Avenida de Casaldelo e entre a ACAIS e o Centro de Saúde. As proporções atingidas por estas árvores de grandes dimensões interferem com a iluminação dos espaços e com a segurança dos cidadãos, indicou Ana Couto. A munícipe agradeceu ainda a limpeza levada a cabo pelo Município no Parque dos Milagres e sugeriu a limpeza dos bancos de pedra e da ponte.

Além disso, Ana Couto deixou à consideração do executivo recorrer às cabras sapadoras, uma medida piloto testada pelo concelho de Santa Maria da Feira, para a limpeza da vegetação que cresce constantemente nos espaços verdes. As sugestões foram acatadas pelo executivo, garantiu o presidente da câmara Jorge Sequeira.

Bananeiro Manuel Pinho voltou a chamar atenção para o prédio devoluto existente na Rua Visconde, em frente ao Pingo Doce, que é mais conhecido como o “Prédio do Bananeiro”. O munícipe pediu ainda mais iluminação na Avenida Dr. Renato Araújo para a própria segurança dos peões e dos automobilistas. As sugestões foram acatadas pelo executivo, assegurou o presidente da câmara Jorge Sequeira.

Saudação Um voto de saudação à Associação Desportiva Sanjoanense pela conquista do campeonato distrital de sub16 femininos de basquetebol foi apresentado por Rosário Gestosa, vereadora do Desporto e da Juventude, ao qual se associaram os vereadores da coligação PSD/CDS-PP. O voto de saudação foi aprovado unanimemente em reunião de câmara.

Iluminação A existência de “três postes de iluminação partidos, alguns há mais de um ano, numa cidade como a nossa é inaceitável”, afirmou Paulo Cavaleiro, vereador da coligação PSD/CDS-PP, na reunião de câmara desta terça-feira, alertando para o facto de em caso de acidente a questão da visibilidade vai ser tida em conta. “Esperemos que não aconteça algo de grave, mas pode acontecer”, avisou Paulo Cavaleiro. Esta é uma questão que “não descuramos e estamos a intervir junto da EDP”, garantiu o presidente Jorge Sequeira, admitindo terem existido problemas de iluminação pública no Largo de Santo António e em alguns troços das ruas 11 de Outubro e Oliveira Júnior. O autarca esclareceu ainda que a preocupação demonstrada por Paulo Cavaleiro também é partilhada pelo executivo.

Lotes O requerimento de Silvério Pessoal em nome da empresa Tropicalizando Frutas, Lda. para a aquisição de um lote da operação de reparcelamento da ampliação da Zona Industrial das Travessas para Sul, no valor de 83.428,54 euros, foi aprovada unanimemente. Para o vereador Paulo Cavaleiro este é “mais um motivo de satisfação” para a câmara municipal porque vai “arrecadar mais receita e melhorar a sua situação financeira”. Até ao momento, “creio que quatro lotes foram vendidos”, respondeu o presidente Jorge Sequeira à questão colocada por Paulo Cavaleiro, acrescentando que os privados também já venderam lotes.

ERSUC O protocolo da gestão de recicláveis a celebrar entre o Município e a ERSUC foi aprovado unanimemente.

O Município vai passar a ser remunerado pelos resíduos que receba da recolha do Comércio Verde e do Ecocentro Municipal, passando a receber 80 euros por cada tonelada de papel/cartão, 220 euros por tonelada de plástico/metal/ecal e 12 euros por cada tonelada de vidro quando os materiais forem recolhidos pela ERSUC no Ecocentro. Os valores aumentam para 100 por cada tonelada de papel/cartão, 270 euros por tonelada de plástico/metal/ecal e 22 euros por cada tonelada de vidro quando for o Município a entregar os resíduos nas instalações da ERSUC.

A estimativa do Município é de que venha a receber cerca de 28 mil euros por ano, adiantou o presidente Jorge Sequeira.

Tarifário A atualização do tarifário de resíduos de sólidos urbanos foi aprovada unanimemente. Após a atualização de 0,95%, o consumidor doméstico e instituições sem fins lucrativos passarão a pagar uma tarifa de 1,2628 euros, o comércio, a indústria, os serviços públicos, a indústria, as obras e outros 5,2590 euros.

Apoio A câmara municipal aprovou unanimemente a atribuição de um subsídio no valor de 20.000 euros, valor igual ao de 2018, à Banda de Música de S. João da Madeira e de 4.500 euros à Santa Casa da Misericórdia para compensar os prejuízos da valência de ocupação e tempos livres.

O executivo também aprovou unanimemente a cedência gratuita da Sala dos Fornos à paróquia, à CERCI e à Cruz Vermelha Portuguesa pelo facto de serem “instituições sem fins lucrativos e sem tesouraria avantajada”, justificou o presidente Jorge Sequeira.

MICAM O presidente da câmara Jorge Sequeira vai estar presente na maior feira de calçado que vai decorrer de 10 a 13 de fevereiro em Itália. A sua deslocação à MICAM visa “apoiar as empresas sanjoanenses presentes e a APICCAPS”, informou o próprio durante a reunião de câmara.

 

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui