Depois de ter sido detida pelo Grupo Mota-Engil e, posteriormente, controlada pela empresa Miya, fundada pela empresária israelo-americana Shari Arison, a Indaqua volta a mudar de donos, estando agora nas mãos da inglesa Bridgepoint – uma holding de um grupo internacional de private equity que, direta ou indiretamente, tem atividade em setores em Portugal como os da agricultura, vestuário, IT/software e saúde.

“O fundo de investimento privado Bridgepoint notificou a Autoridade da Concorrência (AdC) da compra da israelo-americana Miya, que detém a Indaqua, uma das maiores companhias nacionais de abastecimento de água ao domicílio”, lê-se num aviso da AdC, conforme avança o Diário de Notícias com base em informação adiantada pela Lusa.

A mesma fonte refere ainda que a Indaqua exerce a sua atividade no âmbito de seis concessões municipais – Indaqua Fafe, Indaqua Santo Tirso/Trofa, Indaqua Feira, Indaqua Matosinhos, Indaqua Vila do Conde, Indaqua Oliveira de Azeméis -, tendo ainda uma parceria público privada com o Município de S. João da Madeira (Águas de S. João).

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui