Créditos: Direitos Reservados

Amarante FC, 1 – AD Sanjoanense, 1

Jogo no Estádio Municipal de Amarante.

Árbitro: Bruno Costa, auxiliado por João Silva e Eduardo Miranda (AF Braga).

Amarante FC: Nené, Tiago Silva, César Nunes, Diogo Vila, Pedro Nunes, Romeu Rocha, Miguelito, Alex Silva (Diogo, 85’), Diogo Lamelas (Andrezinho, 68’), Marquinhos (Maia, 90’), Muacir.

Suplentes: Alexandre Reis, Zezé, Dani Ferreira, Armando, Diogo Pinto, Andrézinho, Maia.

Treinador: Mauro Silva.

AD Sanjoanense: Fábio Santos, Cauê, Ken. Almeida, Vítor Bastos (Rúben, 41’), Matheus, Syszi, Coulibaly, Terrence, Florentino (Bilu, 72’), Martin (Caleb, 80’).

Suplentes: Nuno, Rúben, Bilu, Gazela, Rafa, Daniel, Caleb.

Treinador: Nuno Costa.

Ao intervalo: 0-1.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Matheus (38’), Terrence (56’), Coulibaly (59’). Cartão vermelho para Diogo Vila (90’).

Marcha do marcador: 0-1 por Ken (20’), 1-1 por Miguelito (63’).

A Sanjoanense foi a Amarante dividir pontos com um adversário que derrotou (2-0) na primeira volta em S. João da Madeira. Com as duas formações coladas na tabela classificativa o jogo não se previa fácil para os homens de Nuno Costa, que até começaram bem e inauguraram o marcador, mas no segundo tempo os locais acabariam por chegar à igualdade na conversão de uma grande penalidade.

Com um início equilibrado e um futebol dividido, não foram muitas as jogadas de perigo e foi de um lance de bola parada que surgiu o primeiro golo do encontro, quando aos 20 minutos Ken responde da melhor forma a um pontapé de canto apontado por Florentino para colocar os alvinegros na frente no marcador.

A vantagem dos visitantes não trouxe grandes alterações ao jogo e aos 38 minutos era o Amarante que, na sequência de um livre, após uma falta que deu cartão amarelo a Matheus, deixava a defensiva da Sanjoanense em sobressalto, mas ninguém chegou a tempo para desviar o pontapé colocado para o interior da área.

Na segunda parte o Amarante trouxe outra intensidade ao jogo e foi a equipa mais perigosa e ainda antes do quarto de hora deixava um aviso, quando num ataque pela direita um dos homens da casa rompe a defesa alvinegra e já no interior da área e perto da linha de fundo tenta o cruzamento para a frente da baliza, mas Almeida, em sacrifício, desvia para canto.

Minutos depois a intensidade dos locais refletia-se no marcador, com Miguelito a restabelecer a igualdade na sequência de um castigo máximo.

Até ao final o marcador não voltaria a sofrer alterações, mas uma das melhores e poucas oportunidades da Sanjoanense na segunda parte foi já em tempo de compensação, quando numa falta dos locais à entrada da área sobre Vítor Bastos, Matheus, em posição frontal para a baliza, atirou ao lado.

No próximo domingo a Sanjoanense recebe a equipa do Marítimo B.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui