Terminado mais um Ecos Rock, a Associação de Jovens Ecos Urbanos (AJEU) de S. João da Madeira vai retirar 500 euros do valor total da bilheteira e encaminhá-los para a campanha “Apadrinhe esta Ideia”, que visa apoiaras famílias acompanhadas pelo seu Centro Comunitário em géneros alimentares e despesas de saúde e habitacionais.

Em declarações ao labor, a presidente da direção desta associação sanjoanense fez “um balanço muito positivo” da 10.ª edição do mítico festival de bandas de garagem que, no último sábado, levou até à Sala dos Fornos da Oliva Creative Factory (OCF) cerca de 400 pessoas, número que, segundo Rita Pereira, “veio ao encontro das nossas expetativas”.

Mas o que a organização não estava à espera e aconteceu foi o “feedback positivo” que teve relativamente à qualidade do som. Tanto as sete bandas participantes como o público fizeram questão de dizer que “o evento melhorou substancialmente em termos de som”.

E ainda no caso das bandas, estas deixaram claro que “este é um evento que é necessário na cidade, porque é a única oportunidade que muitas têm de tocar num palco grande como o da Sala dos Fornos”, referiu a jovem dirigente.

Aposta na redução da pegada ecológica ganha

Mas atenção que os pontos positivos do Ecos Rock 2019, organizado pela AJEU com o apoio do Município, não se quedam por aqui. Depois de um ano de interregno, o festival voltou à OCF num formato mais concentrado, tendo sido a primeira vez que decorreu numa só noite. E tal foi, de acordo com Rita Pereira, “também uma aposta bem conseguida”.

Por falar em apostas, a Associação de Jovens Ecos Urbanos quis tornar o Ecos Rock um “eco-evento” e, nesse sentido, todas as bebidas à venda no recinto foram servidas em copos reutilizáveis, que custavam um euro. Esta medida “reduziu muito a pegada ecológica do evento” e, como tal, “é para continuar a ser implementada em outros eventos que a associação venha a realizar”, avançou a líder diretiva.

Recorde-se que as “estrelas em palco” do Ecos Rock deste ano foram Isac, pseudónimo do cantor e compositor Isaías Ricardo Pereira; The Burgundy’s Tie; STéP – Sardinha Também é Peixe; Rita Lina; Take Back; Redemptus e Voyance.

“Bichos do Mato” está de volta este sábado

O projeto cultural “Bichos do Mato” está de volta no próximo dia 16 de fevereiro, às 21h30. Como sempre, em casa de alguém, vai haver um concerto com os From the Village – um projeto que nasce da paixão de dois irmãos pela música.

Com António Soares no piano e Nuno Soares na voz, dá-se início a uma viagem por temas que marcaram gerações desde os anos 70 aos dias de hoje. Com arranjos originais, as músicas são “despidas” ao piano num ambiente acústico intimista, mas com muito boa disposição.

Para assistir a este espetáculo intimista, a Associação de Jovens Ecos Urbanos lembra que existe um limite de duas reservas por email e que este deve ser enviado para: bichosdomato@ecosurbanos.ptcom o assunto “Bichos do Mato”
e respetivos dados pessoais (nome, morada, data de nascimento, contactos telefónico e email).

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui