CRPF Lavra, 0 – AD Sanjoanense, 5

Jogo no Pavilhão Gimnodesportivo do CPRF Lavra.

Árbitros: Rui Torres e Florindo Cardoso (AP Minho).

CRPF Lavra: Nuno Costa (cap), Gonçalo Barbosa, João Costa, André Ferreira e Joaquim Dias

Suplentes: Ricardo Amorim, João Gilvaz, Nuno Leal, Diogo Ribeiro e Pedro Amaral.

Treinador: Fernando Lopes.

AD Sanjoanense: Tiago Rodrigues, Pedro Cerqueira, Xavier Cardoso, José Almeida e Afonso Santos

Suplentes: Marco Lopes (cap), Pedro Rego, Tiago Almeida, João Cruz e Alex Mount.

Treinador: Vítor Pereira.

Ao intervalo: 0-3

Marcha do marcador: 0-1 por Xavier Cardoso (4′), 0-2 por Pedro Cerqueira (11′), 0-3 por Afonso Santos (18’) 0-4 por Afonso Santos (40’), 0-5 por Pedro Cerqueira (45’).

Ação disciplinar: Cartão azul para André Ferreira (18′) e Pedro Rego (21′) .

Faltas: CRPF Lavra, 8 | AD Sanjoanense, 8.

A Sanjoanense visitou e goleou o Lavra por 5-0 na 15.ª Jornada do Campeonato Nacional da II Divisão – Zona Norte de Hóquei em Patins. Os alvinegros tornaram a partida muito fácil e conseguiram, pela primeira vez esta temporada, terminar um encontro sem sofrer golos.

O resultado espelha bem a superioridade do líder da competição, frente a uma formação que caiu para o último posto, mas os números podiam ter sido outros já que a Sanjoanense acabou por ser, até, algo ineficaz.

A equipa de Vítor Pereira entrou a mandar e a dominar, encostando o Lavra “às cordas”. Depois de criar várias oportunidades, Xavier Cardoso abriu o ativo aos quatro minutos com um remate de meia-distância.

Sem desacelerar, a Sanjoanense fez a rede balançar mais duas vezes antes do intervalo. Primeiro por Pedro Cerqueira, na cobrança de uma grande penalidade, e depois por Afonso Santos, que converteu, na recarga, um livre-direto a castigar cartão azul mostrado a André Ferreira. Foram as únicas duas bolas paradas a favor da Sanjoanense no jogo e os alvinegros voltaram, à semelhança do que tinha acontecido com os Carvalhos, a ter 100 por cento de aproveitamento neste capítulo. Ainda antes do descanso, Pedro Rego viu cartão azul, mas Joaquim Dias não conseguiu ultrapassar Tiago Rodrigues, e nem a jogar em powerplay o Lavra conseguiu furar a defensiva contrária.

A segunda parte teve uma toada diferente da primeira, pois os minutos iniciais foram amorfos, com os visitantes a gerirem a vantagem. No entanto, os homens da capital do calçado carregaram nos últimos dez minutos e fecharam, definitivamente, as contas ao fazerem o quarto, por Afonso Santos, e o quinto, por Pedro Cerqueira. Triunfo justíssimo que, tal como referido, só pecou por escasso.

Liderança reforçada após a 15.ª jornada

A Sanjoanense aproveitou a derrota do HA Cambra, por 3-1, na deslocação ao FC Porto B, para cimentar a liderança no Nacional da II Divisão – Zona Norte. Os alvinegros têm, agora, cinco pontos de vantagem face ao maior rival aveirense, sete a mais que os Carvalhos, terceiro classificado, e nove do que o Espinho, que é quarto.

Na próxima jornada, a Sanjoanense recebe, no sábado, pelas 17h00, o Valença, quinto classificado, sendo que a formação minhota se reforçou com o claro intuito de subir de divisão, mas a quem as coisas não têm corrido bem. Aliás, o Valença já perdeu, esta época, o avançado Zé Braga e o treinador Paulo Morais. Entretanto, o HA Cambra visita a Académica, enquanto Espinho e Carvalhos jogam entre si. Será mais uma ronda importante para a Sanjoanense que, em caso de vitória, pode alargar ainda mais a vantagem para os mais diretos perseguidores.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui