AD Sanjoanense, 6 – Juventude Pacense, 1

Jogo no Pavilhão de Desportos da AD Sanjoanense.

Árbitros: Jorge Carmona e João Duarte (AP Lisboa).

AD Sanjoanense: Tiago Rodrigues, Alexander Mount, Pedro Cerqueira, Xavier Cardoso, José Almeida.

Suplentes: Marco Lopes, Tiago Almeida, João Cruz, Pedro Rego, Alexandre Barreira.

Treinador: Vítor Pereira.

Juventude Pacense: Jorge Mesquita, João Paulo Marques, Duarte Dias, Filipe Ribeiro, José Cabral.

Suplentes: Zé Pedro Dias, Marcelo Ribeiro, João Abreu, Bernardo Valinhas, Francisco Ribeiro.

Treinador: Marcos Costa.

Ao intervalo: 5-0.

Ação disciplinar: Cartão azul para Xavier Cardoso (49’).

Marcha do marcador: 1-0 por Xavier Cardoso (4’), 2-0 por Alexander Mount (7’), 3-0 por Alexander Mount (17’), 4-0 por José Almeida (22’), 5-0 por Xavier Cardoso (24’), 6-0 por Alexander Mount (42’), 6-1 por João Paulo Marques (43’).

A resposta da Sanjoanense ao empate da jornada anterior não podia ter sido melhor, com os alvinegros a golearem, em casa, a formação do Juventude Pacense.

Não se esperavam facilidades para os homens de Vítor Pereira e os visitantes até entraram a criar perigo com dois lances que ameaçaram a baliza à guarda de Tiago Rodrigues, mas foi Xavier Cardoso, aos quatro minutos, com um forte remate, a colocar os alvinegros em vantagem.

Se aos poucos os locais já estavam a tomar conta da partida, o golo deu outro ânimo aos homens da Sanjoanense, que assumiram por completo o comando do jogo e pouco depois poderiam ter ampliado a vantagem, tal como os visitantes, que na resposta viram uma excelente jogada de José Cabral terminar com um remate às redes laterais.

Mas o domínio pertencia à Sanjoanense e foi Alexander Mount que deu tranquilidade aos alvinegros com dois golos em 10 minutos e, já perto do intervalo, é José Almeida que finaliza da melhor forma um passe de Tiago Almeida.

O marcador parecia fechado para o intervalo, já depois de Tiago Rodrigues negar o golo a José Cabral na marcação de um livre, mas a seis segundos do período de descanso Xavier Cardoso confirmava a superioridade da Sanjoanense com o quinto dos alvinegros.

Na segunda parte as equipas entraram com outra postura e isso refletiu-se no marcador, que só funcionou por duas vezes. A Sanjoanense continuou a ser a equipa mais perigosa, mas menos eficaz na concretização, em particular nos lances de bola parada com Pedro Rego e Pedro Cerqueira a falharem duas grandes penalidades em pouco mais de cinco minutos. Já Alexandre Mount teve oportunidade de aumentar a sua conta pessoal e aos 17 minutos não desperdiçou e apontou o sexto dos locais, mas pouco depois não conseguiu dar o melhor seguimento a um excelente passe de Xavier Cardoso.

A sete minutos do fim o Juventude Pacense reduz por intermédio de João Paulo Marques, convertendo um livre assinalado na sequência da décima falta da Sanjoanense.

No próximo sábado a Sanjoanense volta a jogar em casa, com a receção ao Valongo, num jogo a contar para os 16 avos da Taça de Portugal. A 19 de março regressa o campeonato com os alvinegros a deslocarem-se ao recinto do HA Cambra.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui