O Workshop de Defesa Pessoal para Mulheres juntou 20 participantes, entre os 13 e os 45 anos, oriundas de S. João da Madeira, Santa Maria da Feira e Oliveira de Azeméis, no dia 7 de março, das 19h00 às 20h30, no Pavilhão das Travessas.

A Academia de S. João da Madeira – Sistema Elite DP, em parceria com o Centro de Cultura e Desporto de S. João da Madeira, organizou pelo terceiro ano consecutivo esta iniciativa no âmbito do Dia Internacional da Mulher assinalado a 8 de março.

Das 20 mulheres que participaram no workshop, seis frequentam a Classe M que é exclusiva para mulheres às quintas-feiras, das 19h30 às 20h30, no Pavilhão das Travessas e outras seis frequentam as aulas de Defesa Pessoal no âmbito do Projeto Habitus da Associação de Jovens Ecos Urbanos.

Estas 12 raparigas e mulheres decidiram frequentar aulas de Defesa Pessoal por diversas razões: “sofreram bullying e agressões na escola, viveram alguns episódios de violência doméstica, pretendem aumentar a sua autoconfiança e melhorar as capacidades de ação-reação de destreza e coordenação motora, aumentar a resistência física, força e tonificação muscular e gosto pela modalidade”, deu a conhecer o treinador Bruno Pereira ao labor.

Neste Workshop de Defesa Pessoal para Mulheres foram “explicadas, demonstradas e experimentadas algumas técnicas simples e eficientes, para saídas de diversos agarres aos braços, ao tronco pelas costas e na posição de guarda no chão (posição de violação)” e nas situações demonstradas foram “utilizadas diversas técnicas de luxações, batimentos, projeções e raspagens”, explicou o treinador.

O possível agressor será na maior parte dos casos de maior porte e com mais força em relação à vítima. Então, as participantes não aprenderam técnicas que garantem que consigam imobilizar o agressor, mas que lhes permite “ganhar tempo” para reagir, pedir ajuda e/ou fugir.

“Sim, as técnicas demonstradas no workshop foram técnicas que basicamente permitiam a libertação e saída simples, rápida e eficiente de situações em que o agressor seria mais forte e mais pesado. Obviamente que, depois desta libertação, podem suceder-se diversos cenários, nomeadamente a fuga, batimentos com braços e com pernas em pontos vitais, técnicas de controlo e imobilização, entre outras”, concordou Bruno Pereira com a análise do labor que também participou no workshop.

Esta iniciativa pretendeu “sensibilizar as participantes para a escalada de violência no quotidiano da nossa sociedade, nomeadamente os casos de abuso e assédio sexual, maus tratos físicos e psicológicos, que tem vindo a aumentar pelos mais diversos fatores. Tomar medidas preventivas e saber como canalizar o medo e o pânico inicial numa situação de confronto, adotando medidas defensivas, serão fatores determinantes para minimizar ou evitar grandes males e/ou situações irreversíveis”, indicou o treinador, relembrando que o principal objetivo da mesma passou por “sensibilizar e elucidar as participantes sobre estas realidades e proporcionar a aquisição de algumas técnicas e táticas para a sua defesa em diversos contextos”.

Exceto a primeira edição desta iniciativa que contou com 16 participantes, as restantes esgotaram o número de inscrições ao receber 21 em 2017, 20 e 22 em março e novembro de 2018 e 20 em março deste ano.

O balanço da terceira edição do Workshop de Defesa Pessoal para Mulheres foi “excelente, bem patente na motivação e no interesse das participantes em perceber e realizar corretamente as técnicas, questionando acerca de alternativas para esta ou aquela situação concreta”, concluiu Bruno Pereira, adiantando que algumas “participantes demonstraram interesse em vir experimentar as próximas aulas, para poderem experimentar mais técnicas e terem uma perceção mais abrangente do Sistema EliteDP”.

A Defesa Pessoal:

É uma atividade que permite desenvolver harmoniosamente todas as partes do corpo, aumentar a resistência física e tonificar todos os grupos musculares, sem qualquer ideal de competição, não exigindo mais do que a procura da perícia e da destreza;

É uma habilitação de técnicas e táticas sistematizadas, acessíveis a qualquer pessoa pelo treino, com o intuito de aumentar os níveis de autocontrolo e de confiança, conjugada com a prática de uma atividade física saudável, aumentando os níveis de Saúde, Segurança e Qualidade de Vida.

 

O Sistema EliteDP:

Consiste num programa técnico de base, composto por técnicas de controlo, batimentos, luxações, projeções, pontos vitais, varrimentos e estrangulamentos, que possibilita ao praticante evoluir consoante o seu empenho e motivação;

Permite um condicionamento da parte física, na base da manutenção, privilegiando, acima de tudo, a parte mental que é trabalhada em primazia para o alerta permanente;

Capacita o praticante para as diferentes áreas de treino da Defesa Pessoal, para que o praticante esteja cabalmente preparado para “enfrentar” toda e qualquer situação com que se depare, isto é, a defender-se de forma adequada e proporcional à ameaça, respeitando a lei e a integridade física;

É um sistema aberto, adequado a todos os sexos e idades e onde o praticante aprende as bases, a partir das quais pode evoluir até às técnicas mais avançadas e complexas consoante a sua vontade, empenho e trabalho;

Conta com quatro classes de Defesa Pessoal: Kids A (quartas e sextas, das 18h00 às 19h00), Kids B (quartas e sextas, das 19h00 às 20h00), Adultos (quartas e sextas, das 20h00 às 21h00) e Classe M – Exclusiva para Mulheres (quintas, das 19h30 às 20h30), podendo os interessados experimentar de forma gratuita.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui