E a saga continua…

GN

Não são caixotes do lixo, mas a avenida é a mesma. Falamos da “Renato Araújo” onde os recipientes para resíduos sólidos continuam, no entender de um dos nossos leitores, a estar mal localizados.

Desta vez, o dedo é apontado a estes ecopontos que, da forma como estão posicionados, tapam a visibilidade de quem estaciona nos lugares mais próximos. Isto, à semelhança dos caixotes também nesta artéria da cidade que já foram tema nesta rubrica e que se mantêm no mesmo sítio. Haja alguém que ponha mão neles e os retire dali para um local mais adequado!

O civismo está “doente”

GN

Numa ida recente ao Hospital de S. João da Madeira deparámo-nos com um cenário que a todos deve envergonhar como membros de uma sociedade dita moderna. No exterior, em frente ao edifício das Consultas Externas, o espaço verde encontrava-se com lixo, desde copos de plástico, beatas de cigarro e até embalagens para fast food. Sinal de que até o civismo está “doente” e de que é preciso continuar a “investir” em cidadãos bem formados.

Os leitores também podem dar o seu contributo para esta nova rubrica do labor ao enviarem as informações e fotografias para o email alguempoemaoaisto@labor.pt.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui