A Câmara Municipal em articulação com a Junta de Freguesia de S. João da Madeira está a recolher produtos de higiene e limpeza para ajudar Moçambique a enfrentar os danos provocados pelo ciclone Idai até ao dia 10 de abril.

De acordo com as entidades internacionais a operar no território afetado, os produtos mais necessitados são de higiene pessoal (pasta e escova de dentes, champôs, sabonetes, gel de banho…), tratamento de água (vinagres e lixívias sem perfumes e sem detergentes) e limpeza de edificado (detergentes, lixivias…).

As entregas podem ser feitas, durante o horário de funcionamento, nos serviços de atendimento da câmara e junta sanjoanenses, na sede da Habitar S. João (Rua do Poder Local) e nos seus espaços de atendimento do Orreiro e da Mourisca. Os produtos recolhidos serão depois encaminhados para a Cruz Vermelha Portuguesa, em Lisboa, que os fará chegar a Moçambique.

“A cidade de S. João da Madeira solidariza-se com a tragédia humanitária provocada em Moçambique pelo ciclone Idai”, destacou o presidente da câmara, Jorge Sequeira, lembrando que “as sequelas estão ainda longe do fim”, pelo que “é imperativa a ajuda ao povo moçambicano”.

O autarca apelou “à generosidade de todos” e não tem dúvidas de que “os Sanjoanenses vão mais uma vez mostrar a sua solidariedade para com quem mais precisa” em comunicado enviado pelo gabinete de comunicação municipal ao labor.

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui