FC Cesarense, 1 – AD Sanjoanense, 2

Jogo no Estádio do Mergulhão, em Cesar.

Árbitro: Bruno Costa (AF Porto).

FC Cesarense: Diogo Almeida, Daniel (João Lima, 84), Alan, José Obama, Jonathan, Usalifa, Rui Lopes, Diogo Pereira, Chapinha, Joel Santos (Abner, 63) e Fabian Cuero.

Suplentes: Raphael melo, João Lima, Vasco Lima, Gabriel Brás, Abner, Frederic, André Duarte.

Treinador: Luís Martins.

AD Sanjoanense: Fábio Santos, Cauê, Vítor Bastos, Ken, Castro (Bilu, 57’), Coulibaly, Júlio (Martin, 68’), Rafa (Matheus, 57’), Kay Kay, Ká Semedo.

Suplentes: Nuno Dias, Rúben, Daniel Adjei, Matheus, Martin, Bilu, Florentino.

Treinador: Flávio das Neves.

Ao Intervalo 0-1.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Castro (24’), Usalifa (60’), Diogo Almeida (81’), Bilu (88’), Chapinha (90’), Usalifa (90’) Cartão vermelho para Usalifa (90’).

Marcha do marcador: 0-1 por Rafa (31’), 1-1 por Diogo Pereira (50’ gp), 1-2 por Vítor Bastos (78’).

Frente a um adversário inserido nos lugares de despromoção e a necessitar de pontuar, estando há 18 jornadas sem vencer, a Sanjoanense foi a melhor equipa em campo, mas teve de se aplicar para regressar a casa com os três pontos, que só foram garantidos já no último quarto de hora da partida.

Entrou bem a equipa orientada por Flávio das Neves, que procurou, desde logo, assumir o comando da partida, mas os alvinegros precisaram de mais de 20 minutos para chegar com perigo à baliza do Cesarense, com o guardião Diogo Almeida a mostrar-se atento a um passe longo de Vítor Bastos, antecipando-se a um homem da Sanjoanense.

Contudo, à passagem da meia hora os visitantes assumiam a liderança do marcador, com Kay Kay, num ataque pela lateral direita, a ultrapassar dois adversários e, junto à linha de fundo, a cruzar para o interior da área onde surge Rafa que, de cabeça, abriu o ativo.

Era a Sanjoanense que dominava, mas os locais tentaram responder e já perto do intervalo chegaram com perigo à baliza alvinegra quando num cruzamento um homem da casa não contava com um erro de Ken e é Fábio Santos que segura o resultado.

Os visitantes chegavam ao intervalo em vantagem, mas no início da segunda o marcador voltaria a sofrer alterações. Com cinco minutos de jogo, uma investida de Chapinha é anulada por Coulibaly já dentro da grande área e na conversão da grande penalidade Diogo Pereira restabelece a igualdade.

Com o golo o Cearense conseguiu trazer algum equilíbrio ao jogo e por várias vezes chegou com perigo à baliza de Fábio Santos, que, aos 70 minutos, numa defesa por instinto, negou o golo a Cuero, com um remate de primeira em resposta a um passe vindo da esquerda.

Mas seriam os alvinegros, a festejar a conquista dos três pontos quando, já perto dos últimos 10 minutos da partida, num livre apontado por Cauê, Vitor Bastos salta mais alto do que toda a defensiva local e cabeceia para o fundo das redes.

Com este triunfo a Sanjoanense ascendeu ao quarto lugar da classificação. No próximo domingo os alvinegros recebem a formação do Leça.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui