Nadais, 0 – ADRAV, 0

ADRAV: Tiago Tavares, Moisés, Miguel, Cadete, Brunito, Hector (cap.), Joca, Caio, Godinho (Sabata, 70’), Barraca, (João, 75’), Rubens Brito.

Suplentes: Hugo Tavares, Sabata, João.

Com apenas 13 jogadores de campo disponíveis, sendo um deles o treinador de guarda-redes João, a ADRAV chegava a este encontro bastante desfalcada. E a jogar fora de portas e frente a um adversário que ocupa a segunda posição do Grupo A, não se esperava um encontro fácil para os homens de Carlitos.

Com uma tarde bastante chuvosa, um terreno bastante pesado obrigava os jogadores de S. João da Madeira a um esforço maior e sem grandes alternativas no banco de suplentes.

Face a todas as condicionantes, a tática para o jogo assentava, sobretudo, numa boa defesa, reduzindo os espaços do adversário e procurando sair em contra-ataques rápidos, situação que viria a dar frutos, apesar da ADRAV ter sentido algumas dificuldades, devido ao jogo interior do Nadais.

E foi num lance de bola parada que os locais importunaram Tiago Tavares, que na primeira parte negou, por duas vezes, o golo aos homens da casa.

Já na baliza contrária Hugo Loureiro não teve a mesma sorte, mas foi a trave da baliza que evitou o que parecia golo certo de Rubens Brito, com um belo chapéu ao guardião do Nadais, e foi com um nulo no marcador que se chegaria ao intervalo.

Na segunda parte a ADRAV manteve o seu jogo e foi exercendo algum domínio no centro do terreno, em parte devido à experiência de Hector e Joca, reduzindo os espaços aos homens da casa. E a primeira oportunidade da etapa complementar pertenceu mesmo aos visitantes, com Joca a aparecer sozinho frente a Loureiro, mas a não conseguir o desvio para o fundo das redes. A partir daí a ADRAV começou a dar sinais de cansaço e recuou no terreno e Tiago Tavares assumiu um papel preponderante, mostrando-se intransponível, defendendo tudo o que podia, levando os homens e adeptos da casa ao desespero.

Ainda assim, o conjunto de S. João da Madeira não desistiu do ataque e Rubens Brito voltou a surgir isolado frente ao guardião local, mas na hora da decisão não tomou a melhor opção.

Com o encontro a caminhar para o final o árbitro deu sete minutos de compensação que pareceram uma eternidade.

Na próxima e última jornada a ADRAV recebe, pelas 17h00, no Centro de Formação Desportiva, a equipa do Mozelos,

Tiago Tavares foi o homem do jogo

Tiago Tavares puxou dos galões e realizou uma exibição memorável. O homem da ADRAV efetuou, sem exagero, meia dúzia de defesas que levavam selo de golo para desespero dos homens do NADAIS. Tiago Tavares conseguiu, assim, que o esforço dos seus colegas de equipa fosse merecidamente compensado.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui