A 13.edição do Festival de Teatro começa oficialmente com a entrada em cena da peça Hamlet, da Companhia Chapitô, a 26 de abril, pelas 22h00, na Casa da Criatividade.

Esta é “uma inadaptação a partir do texto de William Shakespeare. Passada na Dinamarca, a tragédia shakespeariana conta a história de como o Príncipe Hamlet tenta vingar a morte de seu pai – Hamlet, o Rei -, assassinado por Cláudio, seu irmão, que o envenenou e, em seguida, tomou o trono, casando-se com a Rainha”, lê-se no programa do Festival de Teatro entregue ao labor.

Esta peça que varia “entre a loucura real e a loucura fingida” e que “explora temas como a traição, vingança, incesto, corrupção e moralidade”, apresenta “o estilo de comédia visual e física que convida à imaginação do público e tem notabilizado este coletivo em palcos internacionais, reconhecido com uma série de prémios dentro e fora de portas”, dá a conhecer o mesmo documento.

O Festival de Teatro apresenta a “Re-posição? Nãaaao!” do grupo Cultura Viva, no dia 27 de abril, às 16h00, nos Paços da Cultura.

Nesta peça, “Quinzé, líder do grupo, dormindo, sonha com todas as personagens que têm contracenado nas suas peças” e “à medida que vai sonhando, algumas delas ganham vida e vão aparecendo em cena” até que “Quinzé acorda no meio de uma confusão instalada, mas as personagens mantêm-se vivas nos seus papéis”, revela o programa do festival, deixando no ar as questões: “Ficará preso? Será mesmo verdade que estamos na presença de um “ladrão”? Ou não passará tudo de um equívoco?!”.

A peça “GEDE TV dá cá o comando!” do Grupo de Expressão Dramática de Escapães (GEDE), sobe no dia 27 de abril, pelas 21h30, ao palco da Casa da Criatividade.

Os espetadores vão assistir à história do casal Maria e António que “procura a felicidade na caixa mágica” e que provoca a reflexão sobre o comando da TV que “serve apenas para mudar de canal ou é um símbolo de poder? A caixa mágica faz magia boa ou magia negra nas mentes de quem vê?”.

O programa continua com “Deixa que eu conto” do grupo Artes em Palco, no dia 28 de abril, pelas 16h00, na Casa da Criatividade.

Uma peça em que “Hans Christian Andersen, o famoso contador de histórias, é deparado com a improvável visita dos irmãos Jacob e Wilhelm Grimm que o acusam de roubar os seus contos. Enquanto decidem disputar o único lugar para o melhor escritor, as personagens revoltam-se contra o rumo e morais que os autores lhes deram (…). Será que tudo o que foi contado por Andersen e pelos Grimm aconteceu exatamente da forma como foi escrito?”, adianta a programação.

O Festival de Teatro leva “Vamos ao Cinema!” do grupo Anim´Arte, no dia 29 de abril, pelas 21h30, na Casa da Criatividade. Uma das garantias desta peça é a de que “vamos ao cinema, fazendo teatro” e que “o enredo dos grandes clássicos do cinema passará na tela, isto é, no palco, através de cowboys, índios, apaixonados, cantores…”, segundo o programa. A peça “É só Portugal…” do grupo de teatro Lua Nova, está marcada para o dia 30 de abril, pelas 21h30, na Casa da Criatividade. De acordo com a sinopse desta peça, “Portugal é só um país com pessoas que não têm medo de mostrar as suas alegrias e frustrações. O que acontecerá quando o tentam vender?”.

A informação sobre as restantes peças de teatro vai ser divulgada ao longo das próximas edições. O Festival de Teatro encerra a 17 de maio em S. João da Madeira.

Bilhetes já estão à venda

Os bilhetes têm o custo de 3,5 euros e estão à venda desde do dia 17 de abril nos locais habituais. Eles são os Paços da Cultura, a Casa da Criatividade, o Turismo Industrial, a Bilheteira Online, Lojas FNAC, CTT, Centro Comercial 8ª Avenida (Worten), El Corte Ingles, Pousadas da Juventude, linha 24h de reservas e informações 18 20 do MEO e os Quiosques Serveasy. À semelhança de outros anos, as peças de teatro de grupos de teatro profissionais têm um custo diferenciado. Os bilhetes para a peça Hamlet variam entre os cinco e 7,5 euros e a peça Not Fragil é uma oferta do Município a todos os participantes no Festival de Teatro.

Programa

 

A Viscondessa de Tricu – Rostos e Máscaras, dia 1 de maio, 16h00, Paços da Cultura

Maltida Idade – ATEC, dia 2 de maio, 21h30, Paços da Cultura

Os 11 beijos perdidos – TOJ, dia 3 de maio, 21h30, Casa da Criatividade

Overdade ou Grande Mentira – Trilho Encena, dia 4 de maio, 21h30, Casa da Criatividade

Os P´s da Vida – Serafins, dia 4 de maio, 21h30, Casa da Criatividade

COR.agem – Oficina de Artistas, dia 5 de maio, 16h00, Casa da Criatividade

 

Memórias – Academia ASSP, dia 8 de maio, 19h30, Paços da Cultura

No Entardecer dos Dias de Verão – A Bem Dizer, dia 8 de maio, 21h30, Casa da Criatividade

Mamma Mia! Na praia com a Maria – Entre Cenas, dia 9 de maio, 21h30, Paços da Cultura

A Caixa – Troupe, dia 10 de maio, 21h30, Casa da Criatividade

Desenredar as Emoções – Recriarte, dia 11 de maio, 16h00, Paços da Cultura

Teatro Urbano (À Moda) do Sérius – Sérius, dia 11 de maio, 18h00, TUS

O Rouxinol – AceiTe, dia 11 de maio, 21h30, Casa da Criatividade

A Menina sem Nome – Animoparque, dia 12 de maio, 16h00, Casa da Criatividade

Vamos reciclar emoções? – Parrinhenses, dia 14 de maio, 19h30, Casa da Criatividade

Maria da Luz – Os Boinas, dia 14 de maio, 21h30, Paços da Cultura

Mudar o Mundo com o Voluntariado – Banco Local de Voluntariado e Ecos Urbanos, dia 15 de maio, 14h30, Casa da Criatividade

Not Fragile do Teatro em Caixa, dia 17 de maio, 22h00, Casa da Criatividade

 

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui