ADS/Clínicas CMP, 26 – Boavista FC, 29

Jogo no Pavilhão das Travessas.

Árbitros: Daniel Martins e Roberto Martins.

ADS/Clínicas CMP: Ricardo Gaspar, Francisco Silva, Francisco Prijs, Xavier Costa, Gonçalo Fernandes, Guilherme Novo, Ricardo Pinho, Bruno Castro, Tiago Antunes, Rui Rodrigues, Alexandre Dias, Bruno Pinho, Rui Oliveira, Alberto Silva, Miguel Coutinho, Alan Silva.

Treinador: Herlander Silva.

Boavista FC: Pedro Moura, Daan Garcia, João Pinto, Tiago Rodrigues, Pedro Cruz, Luís Fonseca, Daniel Paiva, Vasco Areias, Tiago Costa, Mário Ramos, Ricardo Carvalho, Francisco Lopes, Bruno Borges, Gustavo Almeida, Pedro Carneiro, Sérgio morgado.

Treinador: Jorge Carvalho.

Ao intervalo: 17-11.

A receção ao líder não se esperava fácil para a Sanjoanense e o resultado final confirma isso mesmo, com os alvinegros a não terminarem da melhor forma a primeira volta da fase final, sendo derrotados, em casa, pelo Boavista, um adversário direto na luta pela subida de divisão.

Num jogo com duas partes distintas, a primeira pertenceu à formação local, que, com uma boa exibição e mais eficaz na finalização, foi superior ao adversário, construindo uma vantagem que ao intervalo era de seis golos (17-11).

Na segunda parte esperava-se que a Sanjoanense mantivesse o ritmo, mas os locais regressaram do balneário mais apáticos e permitiram que o Boavista tomasse conta do jogo e desse a volta ao marcador com um parcial de 9-18, acabando por perder o jogo por 26-29.

Com este resultado, a Sanjoanense mantém-se na terceira posição, mas perdeu terreno para o Boavista FC e FC Gaia, primeiro e segundo classificados, respetivamente.

Para o técnico alvinegro, “este foi um jogo muito estranho”. “Na primeira parte seguimos à risca o plano de jogo, mas após o intervalo levamos dois golos nos primeiros 40 segundos o que, aliado a três exclusões quase seguidas, fizeram com que o Boavista empatasse. A partir daí não conseguimos entrar mais no jogo e mesmo com uma vantagem de dois golos não conseguimos ter a cabeça fria. O Boavista, muito experiente, soube aproveitar e acabou por ganhar de forma justa”, explicou Herlander Silva.

No próximo sábado a sanjoanense volta a jogar em casa recebendo o Vitória FC, de Setúbal, num jogo vital para as aspirações dos alvinegros, já que os três pontos são a única hipótese de manter vivo o objetivo de subida.

Agenda
Seniores masculinos
ADS/Clínicas CMP-V. Setúbal
Dia 4, às 18h30, Pavilhão Travessas
Seniores femininos
St. Joana-ADS/Rokefil
Dia 4, às 19h00, Municipal S. Pedro Fins
Juvenis masculinos
AD Sanjoanense-Benavente
Dia 1, às 15h00, Pavilhão Travessas
Juvenis masculinos
Águeda-AD Sanjoanense B
Dia 4, às 14h30, GIC Águeda
Infantis masculinos
AD Sanjoanense A-S. Bernardo A
Dia 4, às 11h00, Pavilhão Travessas
Infantis femininos
ADS/Rokefil-Monte
Dia 4, às 09h30, Pavilhão Travessas
Juniores masculinos
ADS/Hotéis AS-SC Espinho
Dia 5, às 15h00, Pavilhão Travessas
Iniciados masculinos
Estarreja-AD Sanjoanense A
Dia 5, às 17h00, Pavilhão Travessas
Iniciados masculinos
AD Sanjoanense B-Oleiros
Dia 5, às 09h30, Pavilhão Travessas
Iniciados femininos
ADS/Rokefil-Monte
Dia 5, às 11h00, Pavilhão Travessas
Minis masculinos
Avanca-AD Sanjoanense B
Dia 5, às 10h30, Com. Adelino D. Costa
Minis masculinos
Monte-AD Sanjoanense A
Dia 5, às 17h45, Monte, Murtosa
Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui