Todos somos poucos para o muito que há para fazer”, concluiu Ana Miguel dos Santos, a única candidata pelo distrito de Aveiro na lista do PSD

No âmbito da campanha eleitoral para as eleições europeias de 26 de maio, Ana Miguel dos Santos, a candidata da lista do PSD, visitou no dia 20 de maio a Sanjotec e a Oliva Creative Factory (OCF) em S. João da Madeira.

A advogada Ana Miguel dos Santos, natural de Águeda, é a única candidata do distrito de Aveiro em lugar elegível na lista social democrata, liderada por Paulo Rangel, a estas eleições.

No final da visita à OCF, a candidata, em declarações aos jornalistas, revelou que os dois espaços que visitou permitiram-lhe “confirmar aquilo que já achava, que as pessoas de S. João da Madeira são ativas, dinâmicas” e tanto a Sanjotec como a Oliva são “dois projetos vencedores de atratividade, novas ideias, projetos criativos” e a prova de que “projetos destes não existem só em Lisboa e no Porto”. Por isso, “só posso ficar contente e cheia de orgulho por ver que estão aqui dois projetos lindíssimos” e com os quais não se “importaria de trabalhar” caso tivesse “essa veia tão artística”, complementou Ana Miguel dos Santos.

A candidata não poupou nos elogios à empresa Braver Media Group, sediada na OCF, porque “conseguiu perceber que não é só a questão económica que estão a desenvolver, mas também é o próprio património. O dono da Braver dizia que a última empresa que criou foi a Oliva Studio, que estivemos agora aqui a visitar, exatamente para não esquecer a raiz. O local onde ele está, essa ligação com a sociedade” ao dar “a possibilidade de alguém de fora poder alugar o espaço”.

O “olhar no coletivo e não no individual” deve de ser “o objetivo de qualquer projeto seja ele político ou patrimonial porque o mais importante são as pessoas”, destacou a candidata que demonstrou estar com “muita serenidade” em relação aos resultados das eleições europeias.

Ana Miguel dos Santos revelou que o contacto com as pessoas tem sido “fantástico” e que, dentro das limitações temporais, tem “procurado conhecer o distrito conhecendo o país”.

Uma vez que as eleições têm sido marcadas pela abstenção, “a minha mensagem tem sido vão votar porque o voto é o seu poder”, assumiu a candidata, admitindo que, à semelhança de qualquer outro candidato, “é evidente que vou apelar ao meu voto porque acredito mesmo no meu projeto e nas suas pessoas”.  Caso Ana Miguel dos Santos seja eleita, prometeu não perder qualquer “oportunidade de mudar alguma coisa por mais pequena que seja” e de dar a conhecer e dinamizar Aveiro enquanto única candidata em lugar elegível por este distrito.

A candidata reconheceu que os deputados eleitos têm de “defender Portugal, mas como é óbvio eu conhecendo o distrito de Aveiro permite-me ir mais fundo pelas questões e não ficar só por Lisboa e Porto”, comprometendo-se a “regressar aqui e palmilhar todos os sítios”.

A poucos dias das eleições europeias, Ana Miguel dos Santos apelou às pessoas para que “percebam a importância da Europa. Neste momento, grande parte da legislação nacional é influenciada pelo Banco Central Europeu, Comunidade Europeia, Parlamento Europeu, entre outros. Na Europa está o centro da decisão e é um centro de oportunidades”.

Para a candidata do PSD, “o que importa é juntarmos, ligarmos, tirarmos o que é de melhor entre nós, ver o que nos une e não o que nos separa e potenciarmos isso”. “O caminho faz-se caminhando, mas preciso de ajuda de todos. Todos somos poucos para o muito que há para fazer”, concluiu Ana Miguel dos Santos.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui