Com o projeto “O impacto dos detergentes em Chlorella vulgaris”, os alunos da Escola Básica e Secundária João da Silva Correia Inês Viana Gomes da Costa e João de Laranjeira e Espada, coordenados pela professora Cristina Leite Ferreira, vão estar entre os 250 jovens cientistas e investigadores que marcarão presença na Alfândega do Porto entre os dias 30 de maio e 1 de junho no âmbito da 13.ª edição da Mostra Nacional de Ciência. 

O objetivo do evento é dar a conhecer os projetos de investigação não profissional desenvolvidos em grupos de até três estudantes e sob orientação de docentes – maioritariamente no ensino secundário e nos primeiros anos do ensino superior.

Nota informativa enviada ao labor informa que, no âmbito dos conteúdos da componente de Biologia, no 10.º ano, foi mantida no laboratório uma cultura de algas unicelulares fotossintéticas, Chlorella vulgaris. As alterações observadas suscitaram questões sobre as condições a ter em conta aquando da renovação do meio, tendo-se formulado as seguintes hipóteses: a qualidade da água usada nessa renovação das culturas não era adequada e a presença de resíduos de detergente da lavagem do aquário pode ter afetado as algas.

Surgiu assim – prossegue o texto recebido pelo nosso jornal – a vontade de investigar o efeito do detergente convencional da loiça em clorela. Simultaneamente, foram testadas diferentes qualidades de águas na cultura.

A incubação de amostras da cultura de clorela, usando água de diferente proveniência e na presença e ausência de detergente, observando-as macro e microscopicamente permitiu validar ambas as hipóteses.

O trabalho experimental revelou as potencialidades da clorela como material de investigação, podendo ser usada para testar a qualidade das águas doces.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui